^ Back to Top

Uma exposição em Silva Jardim celebra o centenário de nascimento da atriz Zezé Macedo, natural da cidade e que morreu em 1999, aos 83 anos. Se estivesse viva, a atriz, que atuou na "Escolinha do Professor Raimundo" na década de 1970, teria completado 100 anos na última sexta-feira (6).

Trechos de filmes que ela teve participação e um documentário que conta a sua história também estão em exibição no centro cultural. Além disso, a mostra também conta com recortes de jornais com reportagens publicadas sobre a atriz. A exposição foi aberta no último domingo (1º) e vai receber o público até o dia 6 de outubro.

Parte dos acervos cedidos para a exposição pertence a uma Loja Maçônica do município, dentre eles, duas malas com objetos que eram utilizados pela artista. Um dos troféus que o visitante pode observar é o prêmio “Kikito de Ouro”, que Zezé recebeu no Festival do Cinema de Gramado (RS) em 1986, pela sua atuação no longa-metragem “As Sete Vampiras”, dirigido por Ivan Cardoso.

O troféu “Velho Guerreiro”, que ela recebeu em 1969, em homenagem a sua participação em 50 filmes nacionais, também fazem parte da mostra, que já recebeu cerca de 300 visitantes, de acordo com a direção do CCC.

Em 1965, a atriz foi contratada pela Rede Globo, onde atuou até o fim de sua carreira. Ao lado do comediante Chico Anysio na série “Escolinha do Professor Raimundo”, Zezé interpretou Dona Bela, um de seus personagens de maiores sucessos na televisão.

Fui uma das primeiras funcionárias da Globo. Temos uma história juntas”, disse ela, certa vez a uma reportagem do jornal O Dia, publicada três anos antes de seu falecimento. Maria José "Zezé" de Macedo morreu depois de sofrer um derrame cerebral. Seu corpo foi cremado no Cemitério do Caju, no Rio.

 

(Fotos e reportagem: Lucas Madureira)

 

Leia mais:Exposição celebra centenário de nascimento da atriz Zezé Macedo

 

A Prefeitura divulgou a programação da Festa de Comemoração aos 175 anos de emancipação político-administrativa de Silva Jardim. Os destaques das comemorações ficam por conta da inauguração do Ginásio Poliesportivo Jorge Mendonça, a inauguração do Posto de Saúde de Cambucaes, a exposição do centenário de Zezé Macedo e o show com o filho de Arlindo Cruz, Arlindo Neto, que tem se destacado na cena do samba carioca.

Este ano devido a crise econômica que estamos passando no Brasil e no Estado, estamos realizando uma festa mais simples para que continuemos com os investimentos em saúde. Recentemente inauguramos a Nova Emergência toda equipada, isso só foi possível por que temos uma política de investimentos na saúde e em outras áreas. Em 2016 já entregamos 05 obras e até o fim do ano entregaremos mais 35, estamos pagando os salários em dia e fizemos o plano de cargos e salários, tudo isso só está sendo possível com o trabalho de toda a equipe de governo”, disse o Prefeito Anderson Alexandre.

PROGRAMAÇÃO DO ANIVERSÁRIO:

01/05 (Domingo)
18h - Abertura da Exposição do Centenário de Nascimento da atriz Zezé Macedo;
20h – Sarau 175 no Centro Cultural Capivari – CCC (Show com Banda Stygma)

02/05 (Segunda-feira)
20h - Sarau 175 no Centro Cultural Capivari – CCC (Show com Felipe Defensor, voz e violão)

03/05 (Terça-feira)
20h - Sarau 175 no Centro Cultural Capivari – CCC (Choro da Banda da Associação Musical e Dramática Honório Coelho - AMDHC)

04/05 (Quarta-feira)
20h - Sarau 175 no Centro Cultural Capivari – CCC (show com Junior Pagode)

05/05 (Quinta-feira)
20h - Sarau 175 no Centro Cultural Capivari – CCC (show com Léo e André)

06/05 (Sexta-feira)
17h – Inauguração do Ginásio Poliesportivo Jorge Mendonça
20h – Consagra Silva Jardim (shows com Jonas Maciel e Banda HB)

07/05 (Sábado)
10h – Inauguração da UBS de Cambucaes
20h – Show com a Banda Jeito Pra Koisa
Show com Arlindo Neto (Filho de Arlindo Cruz)

08/05 (Domingo)
06h – Alvorada 
08h – Hasteamento da Bandeira
09h – Desfile Cívico-Escolar - Centro
15h – Sessão Solene na Câmara Municipal
19h30min – Santa Missa na Paróquia Nossa Senhora da Lapa
22h – Show com a dupla Roger & Berg
00h – Grande queima de fogos

 

15/05 (Domingo)
09h – Trilhão do Republicano

Leia mais:Prefeitura divulga programação para as comemorações dos 175 anos de Silva Jardim

 

As empresas interessadas em adotar praças ou outros equipamentos urbanos e/ou paisagísticos públicos em Silva Jardim para fazerem a manutenção dos mesmos já podem se habilitar junto à Administração Municipal. O prefeito Anderson Alexandre acaba de sancionar o decreto nº 1.793/2016, de 18/01, regulamentando a lei que cria o “Programa de Adoção de Praças Públicas e de Esportes e Áreas Verdes do Município”. Para tanto, elas devem se dirigir à Secretaria municipal de Meio Ambiente (Semma), a qual é a responsável pelo assunto em parceria com a Coordenadoria de Indústria e Comércio da Secretaria municipal de Turismo, Indústria e Comércio (Semtic).

-- Ao menos três empresas já demonstraram interesse em participar do Programa, as quais terão como benefício a publicidade de seus slogans e logomarcas nas placas alusivas, além de ganharem a simpatia da comunidade em geral pelo gesto – revela o Coordenador de Indústria e Comércio da Semtic, Jocenildo de Andrade, lembrando que as sugestões dos pontos a serem adotados foram feitos pelo seu Setor e que o respectivo projeto de lei foi proposto e criado pelo vereador Binho da Agricultura. Uma das empresas já quer adotar o jardim do trevo de chegada da cidade, junto ao DPO; outra pensa numa área próxima à estação ferroviária, no Centro; e uma terceira tem interesse num dos jardins da Praça Amaral Peixoto (fotos), principal cartão postal da cidade.

A criação do Programa vai de encontro ao objetivo do prefeito Anderson Alexandre em estreitar cada vez mais as parcerias entre a Administração Municipal e a iniciativa privada na manutenção e conservação dos bens públicos municipais. Tem como principal finalidade promover a participação da sociedade civil organizada e das pessoas jurídicas na urbanização, nos cuidados e na manutenção dos logradouros públicos do Município em conjunto como o Poder Público Municipal. Ele é destinado às empresas privadas domiciliadas no Município.

Cumpre o objetivo, ainda, de propiciar que grupos organizados da população elaborem projetos de utilização das praças públicas, de esporte e áreas verdes que atinjam as diversas faixas etárias e necessidades especiais da população. A afixação das placas de identificação da empresa adotante deverá respeitar as características paisagísticas e urbanísticas de cada local.

De acordo com a regulamentação, poderão ser adotados os seguintes equipamentos públicos de lazer, cultura, recreação e esportes: parques infantis, academias populares, quadras esportivas, rotatórias de trânsito, viadutos, canteiros, jardins, praças, pontos de ônibus, bicicletários, monumentos, passarelas, chafarizes, placas de sinalização, pontos de coleta de lixo, bancos/assentos públicos, coretos e banheiros públicos.

A regulamentação implanta o Programa “Amigos do Ambiente de Silva Jardim” (Ama-SJ). A adoção visa promover a conservação, urbanização e manutenção de logradouros públicos, sem quaisquer ônus para o Município. Para se habilitarem, as empresas interessadas devem protocolar, junto à secretaria de Meio Ambiente, requerimento de adoção de determinada praça, anexando certidões negativas de tributos municipais, estaduais e federais, assim como declaração quanto à mão-de-obra a ser utilizada.

A decisão sob a concessão deve sair num prazo de 60 dias, selecionando-se, preferencialmente, as empresas que se utilizem de mão-de-obra de pessoas portadoras de deficiência física. A formalização do ato se dará mediante assinatura do “Termo de Cooperação pela Adoção de Praça Pública”, que terá validade por dois anos. As empresas particulares poderão afixar placas com seus logotipos, esclarecendo que a urbanização, conservação e manutenção daquele logradouro são executadas por elas.

Toda e qualquer modificação e/ou reforma dos jardins das praças, entretanto, deverá ser aprovada pela secretaria municipal de Meio Ambiente, sem prejuízo da aprovação dos demais setores técnicos competentes, na hipótese da execução de outros serviços não discriminados. A saída da empresa do Programa obrigará à retirada das placas publicitárias e dos demais materiais e equipamentos, pela própria empresa, no prazo máximo de até 30 dias.

 

Reportagem: Evaldo Peclat Nascimento

Leia mais:Empresas privadas já podem adotar praças e equipamentos paisagísticos em Silva Jardim

Um animadíssimo show com a dupla “Roger e Berg” marcou na madrugada desta quarta-feira (10), na Praça Amaral Peixoto, o encerramento do carnaval/2016 em Silva Jardim, que reuniu milhares de pessoas no Centro da cidade e nos Distritos de Bananeiras e Aldeia Velha. Durante os quatro dias, o Município recebeu visitantes e foliões que usufruíram da programação, elaborada pela Secretaria municipal de Turismo, Indústria e Comércio (Semtic), assim como dos rios e cachoeiras das áreas turísticas da cidade. Comerciantes em geral e proprietários de pousadas comemoram o resultado econômico proporcionado pelos festejos, bem como a população local celebra e agradece a oportunidade de lazer.

No último dia, com Roger e Berg, os foliões sambaram, pularam e fizeram “trenzinhos” em frente ao palco ao som de músicas como “Eva”, “Dança do Vampiro”, “Ilha do Sol”, “Praieiro”. E o atual hit “Metralhadora”, o qual convidou duas jovens para dançar no palco. Até as 22 horas os foliões se divertiram ao som de antigas marchinhas com componentes da Banda Honório Coelho que, além de tocarem no palco, também deram uma volta com eles até junto ao Centro Cultural Capivari (CCC). Ontem (09) também teve a participação do grupo “Jeito pra Koisa”.

Nos intervalos, o DJ/locutor do evento tocava músicas, fazia anúncios e agradecia aos organizadores da festa nas pessoas do Prefeito Anderson Alexandre e do secretário de Turismo, Ronalt Aguiar Santiago, assim como à PM, Guarda Municipal e o Samu. E lembrava, ainda, que a realização do carnaval em Silva Jardim só estava sendo possível porque a Administração Municipal está rigorosamente em dia com as suas obrigações trabalhistas, ao contrário do que acontecia com outros municípios da Região.

Também aproveitava para fazer competições de danças com a platéia ofertando como “brindes” bebidas doadas pelo comércio do entorno do palco, como a “Lanchonete do Samuel” e a “Lanchonete do Chico Bento”. O carnaval de Silva Jardim contou, além disso, com muitas pessoas de outras cidades como Rio Bonito – onde não teve carnaval de rua – Araruama, Itaboraí e Casimiro de Abreu.
Durante todos os dias, o prefeito Anderson Alexandre e a primeira-dama, Viviany Alexandre, estiveram presentes, conversando com os foliões e pousando para fotos junto a eles. O secretário de Turismo, Ronalt Aguiar Santiago, também esteve incansável durante toda a festividade na coordenação das apresentações não só no Centro como em Bananeiras e Aldeia Velha. O Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu) não necessitou atender a nenhuma ocorrência. Ontem (09) à noite, um veículo capotou próximo à localidade de Goiabal, na estrada que liga Silva Jardim a São Vicente, em Araruama, mas as duas ocupantes saíram sem nenhum ferimento.

Um dos pontos altos da Festa de Momo ocorreu na segunda-feira (08) com os desfiles dos blocos “Boca de Álcool” e “Ferradura de Ouro”. O primeiro arrastou centenas de foliões desde a sua concentração, no bairro Caju, debaixo de um forte jato d’água espargido por um caminhão pipa, que já é a sua principal atração. A agremiação também distribuiu centenas de latas de cervejas durante o trajeto, aumentando ainda mais a alegria dos participantes.

Já o “Ferradura de Ouro” contagiou e levou a platéia a pular e sambar com o seu samba e bateria desde a concentração até a dispersão, junto à Praça Amaral Peixoto. O contagiante refrão dizia: “É o bloco que vai/Cavalo que vem/Nessa mistura/Não tem pra ninguém/É o bloco que vai/Cavalo que vem/Ferradura de ouro/Chama você também”. A agremiação apresentou um “carro alegórico” ornamentado com duas grandes ferraduras emolduradas por lâmpadas de “led” e transportando uma personagem em estaque. Ainda na segunda-feira (08) o grande público se divertiu com “Felipe Lima e Banda” e o grupo “Imensa Loucura” (23h30min).

Principalmente no Centro da cidade, a festa esteve animada desde a pré-carnavalesca sexta-feira (05/02), com os foliões e visitantes indo conhecer a ornamentação cujo tema, “Carnaval da Furiosa”, foi os 60 anos de fundação da Banda Musical Honório Coelho, e o desfile extra-oficial do bloco carnavalesco “Andegan”. No domingo (07), no Centro, a alegria ficou por conta das apresentações dos blocos “KI-Delícia” e “Acadêmicos do Rial”, além do show do grupo “Jeito pra Koisa”.

O “Ki-Delícia” também animou bastante a festa trazendo um “carro alegórico” cheio de crianças e cantando o seu já tradicional samba cujo trecho diz: ...”Vem brincar com a gente/É o bloco Ki-Delícia”/Deixando o povo mais contente”. A concentração, em frente ao bar e restaurante Ki-Delícia, no bairro Caju, também esteve muito animada. O carro alegórico foi puxado pelo representante do bloco, Fabrício Campos, entre outros participantes

No sábado (06), os foliões se divertiram com os blocos “Perereca Banguela” e “Chegou pra Ficar”, assim como com as micaretas e axés da banda Strategya. O prefeito e a primeira-dama estiveram com foliões junto ao “Boteco da Furiosa”, um barzinho temático montado numa das laterais da Praça Amaral Peixoto em homenagem aos 60 anos de fundação da Banda Honório Coelho. Além dos desfiles e shows, os foliões também se divertiram bastante com a participação de grupos fantasiados, como foi o caso de um de vikings/gladiadores (no sábado) e outro de pierrôs, arlequins e colombina (no domingo).

OPINIÕES DE VISITANTES E FOLIÕES

O grupo de vikings/gladiadores, por sinal, é formado por amigos residentes no bairro de Quintino, no Rio de Janeiro, que passaram o carnaval pela primeira vez em Silva Jardim. Eles disseram ter gostado muito da experiência e garantem que voltarão mais vezes.

Opinião parecida tem uma família do município de São Gonçalo, que possui uma casa de campo no bairro Fazenda Brasil, em Silva Jardim. Ela esteve no Município acompanhada de um grupo de amigos o qual visitou a cidade pela primeira vez. Eles, aliás, não resistiram e caíram na folia no desfile do bloco “Ferradura de Ouro”, na segunda-feira (08).

Outra que também esteve no carnaval de Silva Jardim pela primeira vez foi a jornalista e blogueira Juliana Padilha. Ela disse ter gostado muito principalmente dos blocos que se apresentaram com baterias e cantando sambas, o que “dá uma energia mais positiva, autêntica e contagiante às apresentações”, já que esse é o clima do carnaval tradicional. E aproveitou para ensaiar alguns passos de samba no bloco "Ferradura de Ouro", na segunda-feira (08)

(Reportagem: Evaldo Peclat Nascimento)

 

Leia mais:Carnaval/2016 de Silva Jardim leva milhares de pessoas ao Centro da cidade, Bananeiras e Aldeia...

 

Um show com a banda Stratégya, no sábado (06/02), às 23h30min, além da apresentação de banda de marchinhas e de blocos (a partir das 20 horas), marcará o primeiro dia do carnaval/2016 em Silva Jardim, que este ano homenageará os 60 anos da Banda Honório Coelho (Associação Musical e Dramática Honório Coelho).Preparada pela Secretaria municipal de Turismo, Indústria e Comércio (Semtic), a programação de sábado no Centro da cidade inclui, ainda, os desfiles dos blocos “Perereca Banguela” e “Chegou Pra Ficar”, a partir das 22 horas. Nos intervalos, haverá a participação de DJs. Na sexta-feira (05/02) tem o desfile do bloco do Centro de Atenção Psicossocial (Caps) do Município (17h). Além do Centro do Município, ocorrerão atrações nos distritos de Aldeia Velha e Bananeiras.

-- Toda a Administração Municipal está envolvida na organização desse carnaval a fim de que ele seja o mais divertido e saudável possível – frisou o secretário Ronalt Aguiar Santiago, lembrando que a festa é de celebração popular. O secretário também alertou para o fato de não ser permitido que as agremiações usem faixas ou quaisquer outros materiais de propaganda estranhos ao tema “Carnaval”, principalmente no veículo “trio elétrico”.

Para o domingo (07) no Centro da cidade estão previstos Matinê (19h30min), desfile dos blocos “Ki-Delícia” e “Acadêmicos do Rial” (a partir das 21h30min) e apresentação do Grupo “Samba Society” (23h30min), com DJs nos intervalos. Na segunda-feira (08/02), terá o desfile do bloco “Boca de Álcool” (19h), show com Felipe Lima e Banda (21 horas), desfile do bloco “Ferradura de Ouro” (22 horas) e Grupo “Imensa Loucura” (23h30min). Terça-feira, banda de marchinhas a partir das 21 horas, show com Roger e Berg (22 horas) e Grupo Jeito Pra Coisa (23h30min), com DJs nos intervalos.

ALDEIA VELHA -- Já no Distrito de Aldeia Velha, no sábado (06) haverá o desfile do bloco local “Piabas da Aldeia” (22 horas) e show com o grupo “Samba Society” (23h30min), com DJ a partir das 21 horas. Domingo (07) contará com banda de marchinhas (21h), desfile do bloco “Piabas da Aldeia” (22h30min), show de Roger e Berg (23h30imn) e DJs nos intervalos. Na segunda-feira (08), Aldeia Velha contará com banda de marchinhas (21 h), desfile do bloco “Piabas da Aldeia” (22h30min), show com a banda “Status” (23h30min) e DJs nos intervalos.

BANANEIRAS -- Na localidade de Bananeiras, no sábado (06) haverá o desfile do bloco local “Los Bananas” (22h30min) e show de “Roger e Berg” (23h30min), com DJs nos intervalos. No domingo (07), desfile do bloco “Los Bananas” (22h30min), show de “Felipe Massa e Banda” (23h30min) e DJs nos intervalos. Na segunda-feira (08), Distrito de Bananeiras terá desfile do “Los Bananas” (22h30min) e show com o grupo “Jeito pra Coisa” (22h30min).

 

Reportagem: Evaldo Peclat Nascimento

Leia mais:Carnaval de Silva Jardim terá banda de marchinhas, shows, desfiles de blocos carnavalescos e matinês

Prefeitura Municipal de Silva Jardim - CNPJ: 28.741.098/0001-57 - Tels:(22) 2668-1125/2668-1430/2668-2000 - Rua Luiz Gomes, 46, Centro - Silva Jardim/RJ - CEP: 28820-000