^ Back to Top

A chegada de 2017 em Silva Jardim foi acompanhada por aproximadamente 2000 pessoas que se reuniram na Praça Amaral Peixoto, no Centro do município. O ano novo em Silva Jardim foi bem familiar e teve apresentação da Banda Stratégya que animou o público e a meia noite do dia 31, o show deu uma parada para a queima de fogos que aconteceu no Morro da Cruz.

O show com a banda Stratégya contou com sucessos do axé, sertanejo e pop, e ainda músicas que serão os hits do verão 2017. Já a queima de fogos, que teve duração aproximada de cinco minutos, foi acompanhada, por boa parte do público, no morro da Paróquia de Nossa Senhora da Lapa. O réveillon 2017 em Silva Jardim foi realizado pela Secretaria Municipal de Turismo, Indústria e Comércio.

 

“No réveillon deste ano, devido a grave crise econômica que o país enfrenta e a queda na arrecadação municipal, fizemos uma comemoração muito enxuta, para que os moradores de Silva Jardim não passassem a chegada do ano novo em branco. Vários municípios da região como Casimiro de Abreu e Rio das Ostras não tiveram comemoração devido a crise. Mas nós com poucos recursos conseguimos fazer uma festa mais familiar.”, disse o Prefeito Anderson Alexandre.

 

Leia mais:Aproximadamente 2000 pessoas acompanharam a chegada de 2017 em Silva Jardim

Uma das principais bandas da região “Strategya” tocará no réveillon de Silva Jardim a partir das 23 horas do dia 31 de dezembro no Centro da Cidade. Com mais de 18 anos de estrada e tendo no currículo abertura de dezenas de shows de grandes nomes da música nacional como: Zeca Pagodinho, Roupa Nova, Belo, Jota Quest, Revelação, Leonardo, Cláudia Leitte e Jorge & Mateus, a banda trará para Silva Jardim um repertório totalmente variado e com as músicas que agitarão o verão 2017. Além do show, haverá queima de fogos a partir da meia noite do dia 31.

 

A realização da celebração da chegada de 2017 no município será da Secretaria Municipal de Turismo, Indústria e Comércio.

 

Leia mais:Banda Strategya se apresentará no réveillon em Silva Jardim

O secretário de Turismo, Indústria e Comércio (Semtic) de Silva Jardim, Ronalt Aguiar Santiago, participou na manhã do dia (23/11) da caminhada para a observação do mico-leão-dourado no circuito-corredor da localidade de Imbaú. Participaram visitantes alemães e franceses, assim como de outros estados do País que fazem diferentes circuitos no Rio de Janeiro desde o último dia 20/11 o qual termina no dia 27/11, na Praia de Copacabana.

O evento foi promovido em parceria pela Fazenda dos Cordeiros, a Associação Mico-Leão-Dourado (AMLD), a RPPN Afetiva, a universidade Unigranrio e a Prefeitura Municipal em comemoração ao Congresso do IVV (Internacionaler Volksporter Verbunder) no Brasil. O IVV é a Federação Internacional dos Esportes Populares, sediada na França.

-- Esta é a primeira vez que realizamos um evento junto à AMLD e podemos promover a observação dos micos-leões aqui no seu habitat natural onde se faz o seu monitoramento, em Imbaú – comemorou a representante da Fazenda dos Cordeiros, Ana Beatriz Cordeiro, uma das organizadoras do evento. O secretário Ronalt Santiago também achou o encontro muito importante para promover o ecoturismo no Município. "A iniciativa atrai a atenção de outros povos para a nossa cidade e as nossas belezas naturais", disse ele.

Os visitantes tiveram a oportunidade de visualizar algumas famílias do primata sob a coordenação de funcionários e do secretário-executivo da AMLD, Luiz Paulo. Os participantes ficaram encantados com a beleza dos animais e a proximidade da observação, aproveitando para registrá-los em fotografias e saberem mais sobre os seus hábitos e convivência com os orientadores. As informações foram traduzidas por uma intérprete.

Além da visitação, também foram plantadas várias mudas de árvores nativas ao longo de um extenso trecho da estrada que dá acesso ao bairro de Imbaú. As mudas foram cedidas pela empresa de paisagismo Biovert, cujo administrador, Miel da Biovert, também esteve presente. A infraestrutura para a recepção e concentração do evento foi cedida pela Unigranrio, que disponibilizou o seu amplo auditório e foi representada pelo coordenador do campus Silva Jardim, Cristiano Menezes.

A AMLD também colocou produtos promocionais como camisetas, bonés, broches e chaveiros em exposição no local, assim como outros participantes ofereceram peças artesanais e doces produzidos no Município. O encontro foi encerrado com um almoço na Fazenda dos Cordeiros, na mesma localidade.

 

Por: Evaldo Peclat Nascimento

 

Leia mais:Secretaria de turismo participa de visita de alemães e franceses ao circuito do mico-leão-dourado...

Aconteceu no último dia 25 de novembro, na sede da Secretaria Municipal de Turismo, Indústria e Comércio (Semtic), uma reunião com vários setores da prefeitura visando à discussão da regularização do comércio ambulante em Silva Jardim. Na reunião foram discutidos vários assuntos, entre eles, formas de regulamentar as leis, já em vigor, de postura e vigilância sanitária além de formatação de metodologias de controle do comércio ambulante no município.

“Temos que formatar uma regularização do comércio ambulante, por trabalharem num regime diferenciado, ele acaba, em certos momentos, prejudicando a economia local, daí a necessidade de regulamentação desta modalidade em Silva Jardim”, disse o secretário de Turismo, Indústria e Comércio, Ronalt Santiago.

A reunião teve como objetivo à organização do comércio ambulante para respeitar as leis do código de postura (Lei Complementar nº 112/2015), código ambiental (Lei nº 1641/2014) e fiscalização sanitária (Lei nº 1125/1997). Ainda foram discutidas formas de regulamentação das referidas legislações. A próxima reunião foi marcada para o dia 16 de dezembro.

Participaram da reunião, além do Secretário de Turismo, os secretários municipais de Fazenda, Orlando Correa Xavier, de Segurança Pública, Denis Marcelo David Pessanha, e representantes da Defesa Sanitária, Turismo, Tributos, Fiscalização de Postura e Subsecretaria de Comunicação Social.

Para conhecer melhor as legislações citadas no texto, clique nos links abaixo:

Lei nº 1125/1997 – Defesa Sanitária
http://www.silvajardim.rj.gov.br/…/2793-lei_1125_1997_fisca…

Lei nº 1641/2014 – Código Ambiental
http://www.silvajardim.rj.gov.br/…/1808-lei_1641_2014_codig…

Lei Complementar nº 112/2015 – Código de Postura
http://www.silvajardim.rj.gov.br/…/2295-lei_complementar_11…

Leia mais:Prefeitura estuda formas de regularização do comércio ambulante em Silva Jardim

Proprietários de duas cervejarias artesanais do Rio de Janeiro estiveram em Silva Jardim no último dia 28/10 a fim de conhecerem as condições oferecidas pelo Município para a instalação de fábricas do produto. Rafael Lubi (cervejaria “Mato Carioca”) e Rogério Maranhão (“Vale do Malte”) são dois dos vários empreendedores do ramo que foram contatados e convidados a conhecer o Município pelo secretário municipal de Turismo, Indústria e Comércio (Semtic), Ronalt Aguiar Santiago, no salão da cerveja “Mondial de la Bière”, no último dia 16/10, no Rio de Janeiro.

O secretário Ronalt Santiago mostrou-lhes a área reservada para a implantação da Zona Especial de Negócios (ZEN), na localidade de Lucilândia, onde o governo do prefeito Anderson Alexandre pretende estimular a abertura deste tipo de empresa. O objetivo é gerar mais emprego, renda e visibilidade econômica e turística ao Município.

Ronalt também ficou de enviar-lhes oportunamente o regulamento para a instalação de empresas na ZEN, bem como outras informações técnicas. Os cervejeiros ficaram entusiasmados com a possibilidade de abertura de suas fábricas em Silva Jardim.

Eles adiantaram que para a implantação fariam uma espécie de parceria fundindo as duas cervejarias numa mesma linha de produção. Para isso necessitariam de no mínimo uma área de mil metros quadrados. Também têm a intenção de instalar no local um espaço para a degustação do produto que pode se tornar num ponto de atração turística e de lazer.

Atualmente cada um deles produz uma média de dois mil litros de cerveja por mês. Com a instalação da fábrica, Silva Jardim poderá entrar inclusive no roteiro de visitação turística de cervejarias artesanais, promovido pelo Sebrae/RJ, do qual já fazem parte os municípios de Petrópolis, Teresópolis, Nova Friburgo, Santa Maria Madalena e Quissamã.

Eles admitiram que a qualidade e a abundância da água em Silva Jardim é um fator importante para a instalação. Foram levados inclusive pelo secretário a conhecer a Lagoa de Juturnaíba, além de outros pontos turísticos e culturais da cidade.

Com as suas empresas sediadas no bairro do Grajaú (RJ), atualmente eles produzem as suas cervejas numa fábrica terceirizada na localidade de Capim Branco, em Minas Gerais. Elas são do tipo “American Paleale” (de cor mais acobreada) e Belgiun Blonder (clara). Eles estão no mercado cervejeiro há cinco anos.

A cervejaria artesanal é um tipo de produção que não agride o meio ambiente tendo como o seu único resíduo descartável o bagaço do malte, detrito não tóxico, que serve inclusive como alimento de alto valor proteico para o gado. Sendo, portanto, um tipo de indústria ideal para Silva Jardim devido à sua vocação econômica-turística-ecológica de desenvolvimento com proteção ambiental. Dois mil litros de cervejas artesanais, segundo eles, produzem cerca de uma tonelada de bagaço seco.

As cervejarias Mato Carioca e Vale do Malte participaram pela primeira vez do “Mondial de la Biére” este ano e Rafael e Rogério reconhecem a importância do evento para divulgar as marcas e abrir oportunidade para novos negócios. Como foi o caso do contato e convite do secretário de Turismo de Silva Jardim.

 

Por: Evaldo Peclat Nascimento

Leia mais:Cervejeiros artesanais visitam Silva Jardim para conhecerem condições de investimentos na cidade

Prefeitura Municipal de Silva Jardim - CNPJ: 28.741.098/0001-57 - Tels:(22) 2668-1125/2668-1430/2668-2000 - Rua Luiz Gomes, 46, Centro - Silva Jardim/RJ - CEP: 28820-000