^ Back to Top

sedimm


A Secretaria de Saúde e Assistência Social de Silva Jardim apresentou dados de pacientes diagnósticos com câncer de mama, durante um evento da campanha Outubro Rosa, que aconteceu na última sexta-feira (27), no Centro da cidade. Segundo a repartição pública, de janeiro a outubro deste ano foram registrados 520 casos de mulheres com câncer de mama no município.

Ainda de acordo com a Saúde, no ano passado o município registrou 848 casos da doença. O angeologista e cirurgião vascular, Paulo Marcio Canongia, palestrou no evento e reforçou a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama, que tem 95% de cura, se for detectado no início.

“As possibilidades de cura para o câncer de mama estão diretamente relacionadas ao estágio em que a doença é detectada. Quanto mais avançada a doença, mais difíceis são as chances de cura”, apresentou o médico no evento da Secretaria Especial dos Direitos da Mulher e Minorias (Sedimm).

A enfermeira e coordenadora das Unidades Básicas de Saúde (UBSs) de Silva Jardim, Kenny Almeida Gomes, também foi uma das palestrantes. Ela disse que a campanha de prevenção ao câncer de mama e colo de útero termina no final de outubro, e acrescentou, no entanto, que os exames podem ser feitos em qualquer mês do ano.

Antes das palestras, a vice-prefeita do município, Maria Dalva Silva do Nascimento, a Cilene, relatou o seu depoimento ao superar um câncer de mama, diagnosticado aos 19 anos de idade. Ela falou como descobriu a doença, abordou as dificuldades e as consequências da quimioterapia.

“Meu cabelo caiu. Isso foi um choque pra mim. [...] E a situação se complicou mais um pouquinho, porque minha imunidade ficou muito baixa e em decorrência disso, tive quatro pneumonias, uma seguida da outra. Fiquei muito debilitada. Já sou magrinha e cheguei aos 45 quilos”, relembra.

Ao falar sobre a superação da doença, Cilene destacou o apoio que teve da família. “Passei por um câncer de mama que poderia ter me levado à morte; que me trouxe uma metástase; que me deu câncer no pulmão, muito jovem ainda, mas passei bem. Passei bem porque passei com minha família ao meu lado. Eu passei bem, porque tive um companheiro que se colocou como o meu chão naquele momento”, afirmou ela, com a voz embargada pelo choro.

O evento foi realizado no Espaço de Eventos Zezé Festas, e teve homenagens e apresentação musical. Ao todo, cerca de 200 pessoas marcaram presença, entre elas, a secretária da Sedimm, Marcilene Mendonça Xavier, o secretário municipal de Trabalho, Habitação e Promoção Social (SMTHPS), Sebastião Rocha, e os vereadores Miel da Biovert, Fabricio de Napinho e Zil do Caxito.

 

 

Leia mais:Silva Jardim apresenta Dados de Mulheres com Câncer de Mama

Centenas de pessoas participaram nessa sexta-feira (27) de um evento para marcar a campanha Outubro Rosa, em Silva Jardim. A iniciativa tem a finalidade de prevenir o câncer de mama, o colo de útero e o diagnóstico precoce das doenças. O evento teve homenagens, palestras, música ao vivo, diversos sorteios, e foi promovido pela Secretaria Especial dos Direitos da Mulher e Minorias (Sedimm).

Leia mais:Centenas de Pessoas Participaram do Evento sobre a Prevenção do Câncer de Mama


A equipe da Secretaria Especial dos Direitos das Mulheres e Minorias (Sedimm) se reuniu nessa sexta-feira (15) com representantes de diversas repartições públicas do município para discutir as estratégias de abordagem da campanha Outubro Rosa, que conscientiza sobre a importância da prevenção do câncer de mama. Recém-empossada ao cargo, a secretária da Sedimm, Marcilene Xavier, também adiantou algumas das metas da pasta.

Durante a reunião que aconteceu na sede da Sedimm, foi definida ainda a mesa diretora do conselho. A campanha será realizada durante todo o mês, em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde e Assistência Social, que fará palestras e orientações sobre o tema em todos os postos de saúde da cidade.

“Faremos diversos eventos, palestras e abordagens com a finalidade de conscientizar mesmo todas as mulheres sobre a importância de se fazer os exames de prevenção do câncer de mama. Já fiz o pedido de um mamógrafo para o município, e daqui a duas semanas vou à Brasília buscar emendas junto a secretaria de Saúde”, adiantou a secretária a secretária da Sedimm.

A mesa diretora do conselho foi definida da seguinte forma: Marcilene ficou na função de presidente; Andrea Guimarães Fagundes ficou no cargo de vice-presidente; Rachel Pereira de Carvalho Marques assumiu a função de primeira secretária; Maria Dioneia Araújo Santos foi eleita segunda secretária; e Leda Guimarães ocupa o cargo de tesoureira.

 

A vereadora Marcilene Xavier se licenciou da Câmara Municipal e assumiu a pasta da Sedimm na última quarta-feira (13). A cadeira de Marcilene no legislativo foi ocupada pelo suplente Fabricio Napinho.

Leia mais:Secretaria das Mulheres e Minorias discute Campanha Outubro Rosa

Cerca de 15 mulheres, a maior parte, vítimas de violência doméstica, estão sendo acompanhadas pela prefeitura de Silva Jardim, através da Secretaria Especial dos Direitos das Mulheres e Minorias (Sedimm). A repartição pública oferece atendimento psicológico, social e jurídico às vítimas que tiveram seus direitos violados.

Grande parte das mulheres que procura auxílio do poder público ou dos órgãos competentes, geralmente, são incentivadas por amigos e ou familiares, de acordo com o ponto de vista apresentado pela secretária da Sedimm, Lídia Moreno, que também falou sobre a iniciativa que está sendo desenvolvida no município.

Esse trabalho que estamos realizando na cidade está trazendo resultados muito positivos. Quando a mulher chega aqui, nós procuramos entender quais são os objetivos dela. E a partir daí nós fazemos as orientações. Se ela quiser fazer o boletim de ocorrência na delegacia, nós acompanhamos, se ela quiser a separação, nós vamos auxiliá-las no direcionamento”, explicou Lídia Moreno.

Umas das pessoas que recebeu esse apoio na Sedimm foi uma dona de casa, que pediu para não ser identificada. A mulher, que mora com os três filhos na localidade de Cesário Alvim, relata que sofreu violência doméstica por parte do companheiro, durante mais de 10 anos. “Eu vivi um inferno dentro de casa. Lembro que eu ainda estava grávida do meu primeiro filho [que hoje tem 11 anos] quando ele começou com as agressões”, revelou.

A mulher, que dentre as atividades, participa da oficina de fuxico na Sedimm, contou que o companheiro era viciado em bebidas alcoólicas e usuário de cocaína, mas depois que ela procurou ajuda, há quase dois anos, conseguiu reverter a situação.

Agora nós estamos na igreja e vamos nos batizar para casarmos. Graças a Deus, minha vida hoje está uma maravilha. Mas o que vivi, não desejo a ninguém. Nem para o meu pior inimigo”, finalizou a dona de casa.

Lídia Moreno reforçou que a secretaria é um centro de referência e complementou dizendo que é importante que o espaço seja valorizado pelas mulheres. “É essencial que nós nos mantenhamos unidas em busca de nossos direitos. Se nós não lutarmos pelo nosso espaço, quem vai lutar?”, concluiu a secretária.

 

(Foto e reportagem: Lucas Madureira)

Leia mais:'Vivi um inferno dentro de casa', relembra mulher agredida pelo marido

A Prefeitura através da Secretaria Especial dos Direitos das Mulheres e Minorias (SEDIMM) e CEAM (Centro Especializado de Atendimento à Mulher) realizaram durante todo o mês de outubro diversas atividades, na Campanha Mundial Outubro Rosa/2015, a conscientização sobre a importância da prevenção do câncer de mama. Foram realizadas Oficinas de fuxico, oficina de culinária alternativa, palestra na UBS de Bananeiras, iluminação temática da SEDIMM e DPO, distribuição de folders, adesivos, fitas e banners em algumas Secretarias, como parte da campanha.

Em 1997, entidades das cidades de Yuba e Lodi nos Estados Unidos, começaram efetivamente a comemorar e fomentar ações voltadas a prevenção do câncer de mama, denominando como Outubro Rosa. Todas ações eram e são até hoje direcionadas a conscientização da prevenção pelo diagnóstico precoce. Para sensibilizar a população inicialmente as cidades se enfeitavam com os laços rosas, principalmente nos locais públicos, depois surgiram outras ações como corridas, desfile de modas com sobreviventes (de câncer de mama), partidas de boliche e etc.

A ação de iluminar de rosa monumentos, prédios públicos, pontes, teatros e etc. surgiu posteriormente, e não há uma informação oficial, de como, quando e onde foi efetuada a primeira iluminação. O importante é que foi uma forma prática para que o Outubro Rosa tivesse uma expansão cada vez mais abrangente para a população e que, principalmente, pudesse ser replicada em qualquer lugar, bastando apenas adequar a iluminação já existente.

 

A Secretária da SEDIMM Lídia Moreno agradeceu o apoio de todas as secretarias municipais e os participantes da campanha.

Leia mais:Secretaria da mulher realizou várias ações para celebrar o outubro rosa

Prefeitura Municipal de Silva Jardim - CNPJ: 28.741.098/0001-57 - Tels:(22) 2668-1125/2668-1430/2668-2000 - Rua Luiz Gomes, 46, Centro - Silva Jardim/RJ - CEP: 28820-000