^ Back to Top

sedimm

Cerca de 15 mulheres, a maior parte, vítimas de violência doméstica, estão sendo acompanhadas pela prefeitura de Silva Jardim, através da Secretaria Especial dos Direitos das Mulheres e Minorias (Sedimm). A repartição pública oferece atendimento psicológico, social e jurídico às vítimas que tiveram seus direitos violados.

Grande parte das mulheres que procura auxílio do poder público ou dos órgãos competentes, geralmente, são incentivadas por amigos e ou familiares, de acordo com o ponto de vista apresentado pela secretária da Sedimm, Lídia Moreno, que também falou sobre a iniciativa que está sendo desenvolvida no município.

Esse trabalho que estamos realizando na cidade está trazendo resultados muito positivos. Quando a mulher chega aqui, nós procuramos entender quais são os objetivos dela. E a partir daí nós fazemos as orientações. Se ela quiser fazer o boletim de ocorrência na delegacia, nós acompanhamos, se ela quiser a separação, nós vamos auxiliá-las no direcionamento”, explicou Lídia Moreno.

Umas das pessoas que recebeu esse apoio na Sedimm foi uma dona de casa, que pediu para não ser identificada. A mulher, que mora com os três filhos na localidade de Cesário Alvim, relata que sofreu violência doméstica por parte do companheiro, durante mais de 10 anos. “Eu vivi um inferno dentro de casa. Lembro que eu ainda estava grávida do meu primeiro filho [que hoje tem 11 anos] quando ele começou com as agressões”, revelou.

A mulher, que dentre as atividades, participa da oficina de fuxico na Sedimm, contou que o companheiro era viciado em bebidas alcoólicas e usuário de cocaína, mas depois que ela procurou ajuda, há quase dois anos, conseguiu reverter a situação.

Agora nós estamos na igreja e vamos nos batizar para casarmos. Graças a Deus, minha vida hoje está uma maravilha. Mas o que vivi, não desejo a ninguém. Nem para o meu pior inimigo”, finalizou a dona de casa.

Lídia Moreno reforçou que a secretaria é um centro de referência e complementou dizendo que é importante que o espaço seja valorizado pelas mulheres. “É essencial que nós nos mantenhamos unidas em busca de nossos direitos. Se nós não lutarmos pelo nosso espaço, quem vai lutar?”, concluiu a secretária.

 

(Foto e reportagem: Lucas Madureira)

Leia mais:'Vivi um inferno dentro de casa', relembra mulher agredida pelo marido

A Prefeitura através da Secretaria Especial dos Direitos das Mulheres e Minorias (SEDIMM) e CEAM (Centro Especializado de Atendimento à Mulher) realizaram durante todo o mês de outubro diversas atividades, na Campanha Mundial Outubro Rosa/2015, a conscientização sobre a importância da prevenção do câncer de mama. Foram realizadas Oficinas de fuxico, oficina de culinária alternativa, palestra na UBS de Bananeiras, iluminação temática da SEDIMM e DPO, distribuição de folders, adesivos, fitas e banners em algumas Secretarias, como parte da campanha.

Em 1997, entidades das cidades de Yuba e Lodi nos Estados Unidos, começaram efetivamente a comemorar e fomentar ações voltadas a prevenção do câncer de mama, denominando como Outubro Rosa. Todas ações eram e são até hoje direcionadas a conscientização da prevenção pelo diagnóstico precoce. Para sensibilizar a população inicialmente as cidades se enfeitavam com os laços rosas, principalmente nos locais públicos, depois surgiram outras ações como corridas, desfile de modas com sobreviventes (de câncer de mama), partidas de boliche e etc.

A ação de iluminar de rosa monumentos, prédios públicos, pontes, teatros e etc. surgiu posteriormente, e não há uma informação oficial, de como, quando e onde foi efetuada a primeira iluminação. O importante é que foi uma forma prática para que o Outubro Rosa tivesse uma expansão cada vez mais abrangente para a população e que, principalmente, pudesse ser replicada em qualquer lugar, bastando apenas adequar a iluminação já existente.

 

A Secretária da SEDIMM Lídia Moreno agradeceu o apoio de todas as secretarias municipais e os participantes da campanha.

Leia mais:Secretaria da mulher realizou várias ações para celebrar o outubro rosa

O bairro de Cesário Alvim recebeu no último dia 24 a ação social realizada pela Secretaria Municipal dos Direitos das Mulheres e Minorias (SEDIMM) com o ônibus Campo e Floresta do Governo do Estado que contou com atendimento jurídico e psicológico à mulheres. Na oportunidade ainda foi ofertado pela Fundação Leão XIII a retirada de segunda via de Certidão de Nascimento, a Secretaria de Saúde realizou orientação sobre sexualidade, doenças diversas, cuidados com os dentes e distribuiu escova e creme dental além de exposição trabalhos artesanais confeccionados por pacientes do CAPS. Já a Secretaria de Promoção ofertou oficina de beleza com manicure e corte de cabelo. Foram entregues mudas de árvores pela Secretaria de Meio Ambiente. O evento contou com a presença do Prefeito Anderson Alexandre, do Vice Tião Rocha e da Secretária da SEDIMM Lídia Moreno além de vários secretários e subsecretários municipais.

 

Leia mais:Prefeitura realiza ação social em Cesário Alvim

 

Os moradores que tiverem interesse em retirar a 2ª via da identidade e da certidão de nascimento, receber orientações jurídicas, receber atendimento psicológico e social, além de obter informações sobre aposentadoria, entre outros serviços, poderão realizar essas ações na Ação Social em Cesário Alvim com o ônibus Campo e Floresta, que acontecerá dia 24 de setembro (quinta-feira) das 10 às 16 horas no Centro Educacional Professora Sônia Braga Pereira Blandt (Cesário Alvim).

 

A ação é uma realização da Prefeitura de Silva Jardim, através da Secretaria Municipal dos Direitos das Mulheres e Minorias (SEDIMM), e tem o apoio do Governo do Estado, Governo Federal além do Poder Judiciário. O evento contará ainda com ações de saúde, conscientização sobre drogas, oficina de beleza, informações sobre o meio ambiente e distribuição de mudas. Participam da ação todas as Secretarias Municipais, a Fundação Leão XIII, o Sindicato Rural, o INSS além de outros órgãos.

Leia mais:Ação social movimentará o bairro Cesário Alvim na próxima quinta-feira

Foi realizada no dia 21/08, no Teatro Zezé Macedo, a III Conferência Municipal de Políticas para as Mulheres. O evento teve como tema “Mais direitos, participação e poder para as mulheres”. A conferência foi realizada pela Secretaria Municipal dos Direitos das Mulheres e Minorias (SEDIMM) contou com a participação de aproximadamente 120 pessoas.

Em sua fala a Primeira Dama e Secretária Chefe do Gabinete Civil Viviany Alexandre destacou o fato da mulher ainda não ter consciência de sua força. “A mulher até hoje não percebeu ainda o poder que ela tem. De liderar movimentos ter uma participação mais efetiva na sociedade.” Disse Viviany.

Já na sua fala a Secretária da SEDIMM Ligia Moreno frisou que a conferência é um momento de participação e fortalecimento da mulher na construção de uma sociedade igualitária e próspera. E na sua fala o Vice-Prefeito Tião Rocha reforçou que o papel da mulher é muito importante, e que o Governo Municipal tem olhado com seriedade sobre o tema. “O governo municipal entende que o papel da mulher na sociedade silva-jardinense é muito importante para o progresso, e ciente disso existem várias mulheres em posições estratégicas na atual gestão.” Disse o Vice-prefeito.

A conferência contou com palestras de Dilcea Quintela e Ciomara Santos, representantes da Subsecretaria Estadual de Políticas para as Mulheres. O evento foi dividido em quatro eixos: I – Contribuição dos Conselhos dos Direitos da Mulher e movimentos feministas e de Mulheres para a efetivação da igualdade de direito e oportunidades para as mulheres em sua diversidade e especificidades: avanços e desafios; II – Estruturas institucionais e Políticas Públicas desenvolvidas para as Mulheres no âmbito estadual e municipais: recomendações; III – Sistema político com participação das mulheres e igualdade: avanços e desafios; IV – Sistema Nacional de Políticas para as mulheres: subsídios e recomendações.

 

Participaram ainda da Conferência vários secretários e subsecretários municipais e representantes de todas as secretarias do governo. A sociedade civil e movimentos populares também participaram do encontro. O evento contou ainda com apresentações culturais com o Projeto Fênix, da professora Itamara David, e de projetos mantidos pela Secretaria de Promoção Social de Silva Jardim.

Leia mais:Conferência em Silva Jardim discute papel da mulher na sociedade

Prefeitura Municipal de Silva Jardim - CNPJ: 28.741.098/0001-57 - Tels:(22) 2668-1125/2668-1430/2668-2000 - Rua Luiz Gomes, 46, Centro - Silva Jardim/RJ - CEP: 28820-000