^ Back to Top


A Secretaria de Saúde e Assistência Social de Silva Jardim, através do Programa Municipal de Combate à Dengue (PMCD), está intensificando ações contra o mosquito Aedes aegypti, em Aldeia Velha. Há uma semana, um idoso de 76 anos morreu na localidade com suspeita de febre amarela.

De acordo com o PMCD, a equipe está utilizando um equipamento de UBV portátil (fumacê) para eliminar possíveis focos do mosquito. O PMCD informou ainda que já foram feitos dois dos três bloqueios previstos, no entanto, até o momento, nenhum vetor foi encontrado.

O coordenador do PMCD, Anderson Gonçalves de Oliveira, afirmou que os bloqueios estão sendo feitos em um raio de 500 metros do local onde morava o idoso. Anderson explicou que a ação tem base no Ministério da Saúde.

 

No último dia 26 de abril, um morador de Aldeia Velha, que estava internado no Hospital dos Servidores, no Centro do Rio, morreu com suspeita de febre amarela. A Secretaria Municipal de Saúde e Assistência Social disse que o resultado do exame dele ainda não foi divulgado.

Leia mais:Prefeitura de Silva Jardim intensifica Ações de Combate ao Aedes Aegypti


Uma equipe do Programa Saúde na Escola (PSE), da Secretaria Municipal de Saúde e Assistência Social, está percorrendo às escolas de Silva Jardim para realizar ações de conscientização aos alunos e moradores da cidade. Durante as ações, foram apresentadas palestras, vacinação, mutirão contra o mosquito Aedes aegypti, e ainda orientações sobre saúde bucal.

Na última quarta-feira (12), cerca de 40 estudantes da Escola Estadual Municipalizada Gaviões receberam o PSE, e participaram de uma palestra sobre saúde bucal, e outra com o tema autocuidado e sexualidade. Os alunos fizeram ainda uma escovação supervisionada e atividades físicas.

Também na semana passada, o PSE esteve na escola municipal da localidade Vargem Grande, onde foram realizadas escovação supervisionada, pesagem e medição de altura dos estudantes, além de vacinação contra a febre amarela. No Colégio Estadual Sérvulo Mello, no Centro, a equipe fez uma mobilização contra o mosquito transmissor da dengue, zika, chikungunya, e febre amarela.

A coordenadora do programa, Fabiene Domingues, contou que em Vargem Grande a equipe apresentou uma palestra para os moradores sobre os perigos da utilização de agrotóxico nos alimentos, e a possível contaminação durante o trabalho, ou através do consumo dos produtos.

“Em alguns casos, o trabalhador pode apresentar sintomas de intoxicação, como: dor de cabeça, náuseas, vômitos, falta de ar, às vezes, desmaio e convulsões. É extremamente importante procurar um médico e informar sobre os produtos que foram manipulados mais recentemente”, disse Fabiene.

 

 

Leia mais:Programa leva Palestras e Vacinação às Escolas de Silva Jardim


A Prefeitura de Silva Jardim, através da Secretaria Municipal de Saúde e Assistência Social, informa que um idoso de 76 anos, morador do distrito de Aldeia Velha, faleceu nesta quarta-feira (26), com suspeita de febre amarela. O paciente estava internado no Hospital dos Servidores, no Centro do Rio. O resultado do exame de sangue deve ficar pronto nos próximos dias.

O paciente apresentou sintomas da doença no dia 17 de abril, foi levado para o Hospital Municipal de Casimiro de Abreu e, posteriormente, transferido para o Hospital dos Servidores, no Centro do Rio, onde faleceu por volta das 4h.

A Secretaria Municipal de Saúde e Assistência Social comunicou que o paciente não havia se imunizado contra a febre amarela.

A Prefeitura de Silva Jardim informa que, desde o início da campanha, no mês passado, 19.280 pessoas foram imunizadas contra a febre amarela. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde e Assistência Social, o número representa 91% da população da cidade.

ÚNICO CASO CONFIRMADO

 

Na última segunda-feira (24), a Secretaria de Estado de Saúde (SES) confirmou que a morte de um idoso com 69 anos, no fim do mês passado, foi um caso de febre amarela vacinal, que é quando o paciente adquire a doença pela vacina. O idoso morava na localidade de Mato Alto, em Silva Jardim, e morreu no dia 30 de março.

Leia mais:Nota Oficial da Secretaria de Saúde sobre Febre Amarela


O Centro de Atenção Psicossocial (Caps) José Gomes Lila, em Silva Jardim, está promovendo ações de acompanhamento de dependentes químicos, e realizando palestras motivacionais nas escolas do município. As ações tiveram apoio da Defesa Civil, e da Secretaria Municipal de Segurança Pública.

A psicóloga e coordenadora da Rede de Atenção Psicossocial, Renata Martins, disse que os trabalhos se iniciaram em março, com palestras nas escolas e atividades no Caps. “Mantemos no Caps um núcleo para acompanhar usuários em dependência química. Neste núcleo, realizamos grupo terapêutico, espaço para dinâmicas, atendimento médico psicológico”, explicou.

 

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde e Assistência Social, desde outubro do ano passado, a pasta incorporou à Secretaria Municipal de Políticas Públicas sobre Drogas (Sempod). Desde então, as atividades promovidas pela Sempod passaram a ser atribuições do Caps.

Leia mais:CAPS Realiza Palestras em Escolas e Ações contra o Uso de Drogas


Moradoras de Silva Jardim e representantes do poder público participaram de uma roda de conversa no auditório do Sindicato Rural dos Trabalhares para discutir assuntos relacionados à saúde da mulher. Durante o encontro, foram apresentadas propostas como a implantação de um centro de diagnose regional, para fazer diagnósticos precoce de doenças.

A importância de trabalhar a prevenção do câncer nas escolas, e determinar o fluxo de atendimentos às mulheres vítimas de agressão, foram outros assuntos abordados na reunião, que aconteceu na quarta-feira (19) da semana passada. Na ocasião, também foram escolhidos os delegados que vão representar o município na Conferência Regional da Saúde da Mulher.

 

A roda de conversa contou com a presenta da vice-prefeita Maria Dalva Silva o Nascimento (Cilene); da secretária municipal de Saúde e Assistência Social, Tereza Fernandes; da secretária municipal de Educação, Cultura, Ciências e Tecnologias, Kátia Passos; e da vereadora Marcilene Mendonça Xavier.

Leia mais:Reunião discute Saúde da Mulher em Silva Jardim

Prefeitura Municipal de Silva Jardim - CNPJ: 28.741.098/0001-57 - Tels:(22) 2668-1125/2668-1430/2668-2000 - Rua Luiz Gomes, 46, Centro - Silva Jardim/RJ - CEP: 28820-000