^ Back to Top


Foi realizado na última sexta-feira (18), no Teatro Zezé Macedo no Centro de Silva Jardim, um evento para discutir o combate ao abuso e à exploração sexual contra crianças e adolescentes. Na oportunidade houve palestras com a psicóloga Adriana Cardoso e a assistente social Renata Toledo. Participaram do encontro a Prefeita Maria Dalva (Cilene), o secretário de trabalho, habitação e promoção social Jonas Moraes, o presidente do CMDCA Pr Rogério Martins e o Pr Helder Espedito representando o Conselho Tutelar.

O dia 18 de maio foi instituído em 2000 após mobilização nacional para que a data seja um marco no Brasil no combate ao abuso e à exploração sexual contra crianças e adolescentes, com o objetivo de conscientizar a sociedade na busca de mecanismos que evitem a violência sexual infantil. A data relembra o caso da menina Araceli, que no ano de 1973 em Vitória (ES), foi sequestrada, espancada, estuprada, drogada, assassinada e teve o corpo desfigurado por ácido.

Em sua fala a Prefeita destacou que é muito importante que a população de Silva Jardim fique atenta para esta situação, por existirem casos de abuso e exploração infantil no município. “No nosso município existem inúmeros casos de abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes, mais até do que imaginamos. A população precisa ficar atenta ao pedido de socorro silencioso de nossas crianças por ajuda. O nosso dever como cidadão, como sociedade, é prevenir para que o abuso e exploração não aconteçam com nossas crianças e adolescentes.” disse Cilene.

 

Leia mais:Exploração e Abuso Sexual de Crianças e Adolescentes são discutidos em Evento


Acontecerá nesta sexta-feira (18) no Teatro Zezé Macedo a partir das 9 horas, um evento alusivo ao dia nacional de combate ao abuso e à exploração sexual contra crianças e adolescentes. O encontro contará com palestras com assistentes sociais e psicólogas e a previsão de encerramento é para as 12 horas. A realização do evento é da Prefeitura, através da Secretaria Municipal Trabalho, Habitação e Promoção Social (SEMTHPS) em parceria com o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e Adolescente (CMDCA).

 

Leia mais:Combate ao Abuso e à Exploração Sexual contra Crianças e Adolescentes será Tema de Evento nesta...


A Secretaria Municipal de Trabalho, Habitação e Promoção Social (SMTHPS) informa que todos os idosos acima de 65 anos e pessoas com deficiência, que recebam o Benefício de Prestação Continuada (BPC), também conhecido como LOAS, devem procurar a SMTHPS, na Rua Sansão Pedro David, nº 344, Centro – Silva Jardim, ao lado do Teatro Zezé Macedo ou ligar para o telefone de contato(22) 2668-1705, para obterem informações e se cadastrarem no programa.

Os beneficiados com o programa devem estar registrados no Cadastro Único para Programas Sociais/Cadúnico até dezembro deste ano, para evitar suspensão no benefício. Para fazer o cadastramento, o responsável familiar deve ter mais de 16 anos. Não é necessário que ele seja beneficiário direto do BPC, basta morar na mesma casa em que vive o próprio e dividir as responsabilidades com despesas e renda. Para fazer o cadastro o responsável deve estar munido dos documentos de todos que residem com o idoso ou pessoa com deficiência, ou seja, o CPF é imprescindível, identidade, comprovante de residência, certidão de nascimento/casamento, título de eleitor e carteira de trabalho.

O Cadastro Único – porta de entrada para mais de 20 programas sociais – é um instrumento que identifica as famílias de baixa renda, permitindo que o governo conheça melhor a realidade socioeconômica de cada uma delas. Nele, são registradas as características da residência, a identificação de cada pessoa, a escolaridade, a situação de trabalho e renda, entre outras informações (MDS).

O BPC é um benefício assistencial garantido pela Constituição Federal de 1988 que garante a transferência mensal de um salário-mínimo à pessoa idosa com 65 anos ou mais e à pessoa com deficiência de qualquer idade, mesmo que não tenha contribuído para a Previdência Social (MDS).

 

Leia mais:Secretaria de Promoção Social começa Cadastramento do Benefício Assistencial ao Idoso e à Pessoa...


Quatro alunos da oficina de taekwondo da Varginha, mantido pela Prefeitura através da Secretaria Municipal de Trabalho, Habitação e Promoção Social (SMTHPS) se destacaram na 3ª Copa de Taekwondo dos Guerreiros em Saquarema que aconteceu dia 04 de março na Escola Municipal Padre Miguel no município da Região dos Lagos.

Os alunos Jhone Viana, 19, Jerônimo Gonçalves, 19, e Marlon Silva, 15, subiram ao lugar mais alto do pódio e ficaram com a medalha de ouro, já o atleta Caio Pinheiro, 13, ficou com medalha de prata. Já o professor do projeto, Wanderson Silva, trouxe para o município uma medalha de ouro e outra de prata.

A próxima competição acontecerá no dia 05 de maio em Macaé. As crianças de ambos os sexos que estiverem interessadas em participar da oficina de taekwondo devem ter a partir de 6 anos. Participam da oficina aproximadamente 15 crianças e as inscrições são gratuitas e as aulas acontecem provisoriamente na Igreja Batista da Varginha às terças e quintas das 13 às 16 horas.

(Foto: Ascom Silva Jardim)

 

Leia mais:Alunos de Projeto da Prefeitura se destacam em Competição de Taekwondo em Saquarema


Silva Jardim fechou o mês de janeiro de 2018 com saldo positivo na geração de empregos de acordo com o Ministério do Trabalho através do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED) divulgado na última sexta-feira (02.03), foram 34 pessoas admitidas e 30 desligamentos. O Estado do Rio de Janeiro já mostra sinais de recuperação econômica em 2018, onde dos 92 municípios metade não perdeu postos de trabalho, o que mostra uma pequena melhora no cenário estadual.

Do total de 34 admissões: 5 foram de primeiro emprego, 26 reemprego e 3 de início de contrato de trabalho por tempo determinado, já do total de desligamentos: 23 foram dispensados sem justa causa, 3 de forma espontânea e 4 por término de contrato. Nas admissões: 5 foram na indústria, 9 na construção civil, 12 no comércio, 2 admissões em serviços e 6 em agropecuária. Já nos desligamentos: 3 foram na indústria, 12 na construção civil, 9 no comércio, 3 em serviços e 3 na agropecuária.

Os municípios do Estado que mais perderam postos de trabalho foram Rio de Janeiro (-4.602), Duque de Caxias (-2.305), São Gonçalo (-909), Niteroi (-842) e São João de Meriti (-509). Já os municípios que mais criaram postos de trabalho no Estado foram: Nova Friburgo (202), Saquarema (168), Itaguai (145), Sapucaia (134), Cabo Frio e Natividade ambos com 85 novos postos de trabalho criados.

 

Leia mais:Silva Jardim fecha mês de Janeiro com saldo positivo na Geração de Empregos

Prefeitura Municipal de Silva Jardim - CNPJ: 28.741.098/0001-57 - Tels:(22) 2668-1125/2668-1430/2668-2000 - Rua Luiz Gomes, 46, Centro - Silva Jardim/RJ - CEP: 28820-000