^ Back to Top


A Secretaria de Saúde e Assistência Social de Silva Jardim, através da Coordenação dos Programas de Saúde (COOPS), promoveu a Capacitação Intersetorial: Notificação de Violência Interpessoal e Autoprovocada, com a finalidade de orientar profissionais de vários dispositivos da rede municipal sobre como identificar e notificar os casos de violência, contra a criança, o adolescente, a mulher, o idoso, entre outros. A ação teve a participação de cerca de 120 pessoas e aconteceu na última terça-feira, 31 de julho, no Teatro Zezé Macedo, no Centro da cidade.

A iniciativa foi coordenada pelo Programa Municipal de Violência, e teve a presença da secretária municipal de Saúde, Tereza Fernandes. Segundo a repartição pública, os casos de violência registrados no município não representam a realidade. O objetivo do trabalho é notificar os casos e integrar os serviços que lidam, de forma direta ou indireta, com esse público, para potencializar a rede de proteção e cuidado às vítimas.

“Em 2017, por exemplo, foram registrados apenas cerca de 25 casos, de violência contra a mulher, incluindo violência física, sexual, psicológica e moral. Mas sabemos que, na realidade, há muito mais casos omitidos, que não foram denunciados, nem notificados”, afirma a coordenadora do programa, a psicóloga Isis Teixeira Faria.

Durante a capacitação, foram abordados ainda outros assuntos, como: Conceituação de Violências (contra crianças e adolescentes, idosos, pessoas com deficiência, população LGBT, violência sexual, violência doméstica, entre outras); Casos de violência de notificação compulsória; Orientações para preenchimento da Ficha SINAN; Responsabilidades da rede; Fluxo de notificação e atendimento; Automutilação e Suicídio, entre outros. Ao final da capacitação, os participantes receberam certificados.

Participaram da capacitação, técnicos da Secretaria Municipal de Trabalho, Habitação e Promoção Social (SMTHPS), representantes da Secretaria Municipal de Saúde; Vigilância Epidemiológica, do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS); Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS); Secretaria Municipal dos Direitos das Mulheres e Minorias (SEDIMM), Conselho Tutelar; Conselho Comunitário de Segurança; Pestalozzi, além de professores, orientadores e diretores de escolas públicas.

Leia mais:Capacitação Orienta sobre Notificação de Casos de Violência


As famílias beneficiárias do Programa Bolsa Família e de outros programas do CadÚnico, começaram a receber os kits gratuitos para a TV Digital, com antena, conversor e controle remoto. O agendamento para a retirada do kit pode ser feito no site do Seja Digital, pelo telefone 147, nos Centros de Referências de Assistência Social (CRAS) do município ou na Secretaria de Trabalho, Habitação e Promoção Social(SEMTHPS), tendo em mãos o número do CPF ou NIS (Número de Identificação Social), fornecido pelo Ministério do Desenvolvimento Social. O Ponto de Retirada (PDR) do kit está sendo no CRAS Renascer, localizado na Rua Padre Ávila, nº 137, Centro de Silva Jardim, entre segunda e sexta, das 8h às 12h, e de 13h às 17h. A entrega do kit começou no último dia 27 de julho e deve se estender até dezembro.

No dia 28 de novembro de 2018, o sinal analógico de televisão em Silva Jardim será desligado. A programação dos canais abertos de televisão será transmitida apenas pelo sinal digital. Para continuar assistindo aos programas, todas as residências precisam ter uma antena digital e um aparelho de televisão preparado para receber o sinal digital. A Seja Digital é a entidade não governamental e sem fins lucrativos responsável por operacionalizar a migração do sinal analógico para digital da televisão aberta no Brasil. A entidade tem como parte de suas atribuições distribuir kits gratuitos para a população de menor renda atendida pelo Governo Federal.

Quem tem direito a receber?

O kit de TV digital gratuito está sendo distribuído às famílias que participam de algum programa social do governo, como Bolsa Família, assim como aquelas que possuem NIS ativo.

O que é o kit gratuito de TV digital?

Muitas famílias brasileiras, principalmente as mais pobres, não possuem em casa uma televisão com conversor digital embutido. Também não conseguem separar um dinheiro do orçamento para comprar conversor digital e antena UHF. Para preservar a gratuidade da TV aberta, mesmo com sinal digital, o Governo Federal resolveu apoiar a distribuição de kits gratuitos.

O kit gratuito de TV digital é composto por:
– 1 conversor digital;
– 1 corpo da antena;
– 1 fonte de alimentação;
– cabo RCA;
– varetas;
– suporte de vareta com mastro;
– saquinho com parafusos, porcas e arruelas;
– 8 metros de cabo coaxial;
– controle remoto com duas pilhas.

 

Leia mais:Kits Gratuitos para a TV Digital começam a ser entregues em Silva Jardim

A Seja Digital, entidade responsável pelo processo de digitalização do sinal de TV no Brasil, e a prefeitura de Silva Jardim firmaram nesta terça-feira, dia 24, parceria para o treinamento de servidores municipais. O objetivo é levar informação sobre o desligamento do sinal analógico de TV, que acontecerá no dia 28 de novembro. Após essa data, a programação dos canais abertos de televisão será transmitida apenas pelo sinal digital em Silva Jardim e em outras 58 cidades do interior do Rio de Janeiro.

"O nosso trabalho tem como objetivo fazer com que a informação sobre o processo de desligamento do sinal analógico de TV chegue à população, para que todos possam se preparar para receber o sinal digital e viver essa nova experiência com maior qualidade de som e imagem, semelhantes à de cinema, gratuitamente. Não vamos deixar ninguém para trás", afirma Vivian, gerente regional da Seja Digital.

A parceria com a prefeitura de Silva Jardim prevê a capacitação de servidores municipais para atuarem como multiplicadores do processo de migração do sinal de TV, levando até a casa das pessoas, por meio do trabalho de campo que realizam nas comunidades, informação e orientação sobre o que deve ser feito para ter acesso ao sinal digital. Os servidores também darão orientação às famílias de menor renda atendidas pelo Governo Federal sobre a distribuição de kits gratuitos. Mais 490 mil kits (com antena digital e conversor com controle remoto) serão distribuídos para as 59 cidades do interior do estado, sendo cerca de 5000 mil para Silva Jardim.

Para saber se tem direito ao kit gratuito e agendar a retirada dos equipamentos em um dos pontos disponibilizados pela Seja Digital, a população deve ligar gratuitamente para o número 147 com NIS (Número de Identificação Social) em mãos ou acessar o portal sejadigital.com.br/kit.

SOBRE A SEJA DIGITAL

A Seja Digital (EAD - Entidade Administradora da Digitalização de Canais TV e RTV) é uma instituição não governamental e sem fins lucrativos, responsável por operacionalizar a migração do sinal analógico para o sinal digital da televisão no Brasil. Criada por determinação da Anatel, tem como missão garantir que a população tenha acesso à TV Digital, oferecendo suporte didático, desenvolvendo campanhas de comunicação e mobilização social e distribuindo kits para TV digital para as famílias cadastradas em programas sociais do Governo Federal. Também tem como objetivos aferir a adoção do sinal de TV digital, remanejar os canais nas frequências e garantir a convivência sem interferência dos sinais da TV e 4G após o desligamento do sinal analógico. Esse processo teve início em abril de 2015 e, de acordo com cronograma definido pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, mais de 1300 municípios terão o sinal analógico desligado até 2018.

 

Leia mais:Seja Digital firma parceria com Prefeitura de Silva Jardim


Foi realizado na última sexta-feira (18), no Teatro Zezé Macedo no Centro de Silva Jardim, um evento para discutir o combate ao abuso e à exploração sexual contra crianças e adolescentes. Na oportunidade houve palestras com a psicóloga Adriana Cardoso e a assistente social Renata Toledo. Participaram do encontro a Prefeita Maria Dalva (Cilene), o secretário de trabalho, habitação e promoção social Jonas Moraes, o presidente do CMDCA Pr Rogério Martins e o Pr Helder Espedito representando o Conselho Tutelar.

O dia 18 de maio foi instituído em 2000 após mobilização nacional para que a data seja um marco no Brasil no combate ao abuso e à exploração sexual contra crianças e adolescentes, com o objetivo de conscientizar a sociedade na busca de mecanismos que evitem a violência sexual infantil. A data relembra o caso da menina Araceli, que no ano de 1973 em Vitória (ES), foi sequestrada, espancada, estuprada, drogada, assassinada e teve o corpo desfigurado por ácido.

Em sua fala a Prefeita destacou que é muito importante que a população de Silva Jardim fique atenta para esta situação, por existirem casos de abuso e exploração infantil no município. “No nosso município existem inúmeros casos de abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes, mais até do que imaginamos. A população precisa ficar atenta ao pedido de socorro silencioso de nossas crianças por ajuda. O nosso dever como cidadão, como sociedade, é prevenir para que o abuso e exploração não aconteçam com nossas crianças e adolescentes.” disse Cilene.

 

Leia mais:Exploração e Abuso Sexual de Crianças e Adolescentes são discutidos em Evento


Acontecerá nesta sexta-feira (18) no Teatro Zezé Macedo a partir das 9 horas, um evento alusivo ao dia nacional de combate ao abuso e à exploração sexual contra crianças e adolescentes. O encontro contará com palestras com assistentes sociais e psicólogas e a previsão de encerramento é para as 12 horas. A realização do evento é da Prefeitura, através da Secretaria Municipal Trabalho, Habitação e Promoção Social (SEMTHPS) em parceria com o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e Adolescente (CMDCA).

 

Leia mais:Combate ao Abuso e à Exploração Sexual contra Crianças e Adolescentes será Tema de Evento nesta...

Prefeitura Municipal de Silva Jardim - CNPJ: 28.741.098/0001-57 - Tels:(22) 2668-1125/2668-1430/2668-2000 - Rua Luiz Gomes, 46, Centro - Silva Jardim/RJ - CEP: 28820-000