^ Back to Top

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Silva Jardim tem realizado desde o último dia 21 de novembro, serviços de limpezas de rios no município. O trabalho visa o desassoreamento dos principais afluentes da cidade, com isso evitando complicações nas encostas destes rios. Os serviços começaram no bairro da Cidade Nova e os próximos locais a serem atendidos serão o Horto e o Valão da Caixa.

Leia mais:Secretaria de meio ambiente realiza serviços de limpeza de rios em Silva Jardim

Silva Jardim comemora o ‘Dia Mundial do Meio Ambiente’, na Praça Amaral Peixoto

Recolhimento de lixo eletrônico, brincadeiras com uma palhaça, exibição de vídeos alusivos à data, distribuição de lanches, orientações sobre a preservação das águas e exposição de produtos orgânicos marcaram as comemorações pelo “Dia Mundial do Meio Ambiente” que acontecem hoje (03/06) na Praça Amaral Peixoto, em Silva Jardim. O evento, realizado pela Secretaria municipal de Meio Ambiente (Semma), contou com a participação do prefeito em exercício, Tião Rocha, do secretário da Pasta, Helan Abreu Cardozo, e do Secretário de Turismo, Ronalt Santiago, entre outros. Assim como estudantes das redes municipal e estadual de ensino, além de público em geral.

Embora comemorado hoje no Município, o “Dia Mundial do Meio Ambiente” é no próximo dia 05/06 (domingo). As brincadeiras com as crianças foram comandadas pela palhaça “Dinha”, que, além de contar historinhas sobre o tema, incentivou-as a declamar poesias a respeito do assunto.

Também foi mostrado um vídeo com os principais programas e ações desenvolvidas pela Semma, como a revitalização do Parque Municipal da Biquinha, o Programa “De Olho no Óleo”, que recolhe óleo vegetal usado das residências e restaurantes; a manutenção de praças e jardins; o Plano Municipal de Saneamento Básico, o monitoramento das águas dos mananciais.

E ainda: a aquisição de um medidor sonoro para analisar a poluição sonora, e de um barco para a fiscalização na Lagoa de Juturnaíba; o paisagismo do canteiro central da Rua Luiz Gomes próximo à rodoviária municipal; o desenvolvimento e implantação do Código Ambiental e a colocação de lixeiras nos postes do Centro da cidade, entre outros.

E foram mostrados projetos em desenvolvimento pelo Município em benefício do meio ambiente como a lei de pagamento a quem presta serviços ambientais (RPPNs, por exemplo), a remediação do antigo lixão (vazadouro de lixo) e a Escola a Bordo, que pretende levar estudantes a conhecer os rios da cidade.

Contou ainda com um estande da empresa “Oceanus”, laboratório de análise bioquímica que presta assessoria ao Município no monitoramento dos rios e da Lagoa de Juturnaíba com o controle bimestral dos mesmos. Teve ainda, um estande da fazenda “Recanto Preservar”, com mostra de mudas de espécies e de produtos orgânicos como banana, laranja, aipim, caqui, batata doce e maracujá, entre outros. Um representante da Semma orienta sobre como plantar sementes e produzir mudas nativas.

A proprietária da Recanto Preservar, Rose Guedes, expôs também um painel de fotos onde mostra o replantio de mudas nativas da mata atlântica promovido às margens do trecho do Rio São João que corta a sua propriedade junto à rodovia BR-101. Parte do trabalho foi feito com o apoio e participação da Secretaria municipal de Meio Ambiente.

 

 

Leia mais:Silva Jardim comemora o ‘Dia Mundial do Meio Ambiente’, na Praça Amaral Peixoto

Começaram na semana passada as ações do programa “Córregos da Minha Infância”, uma iniciativa que tem como objetivo recuperar rios degradados de Silva Jardim. A ação, que teve início no córrego que corta o bairro Romanópolis, está possibilitando uma nova aparência para a localidade.

O trabalho prevê a plantação de gramas e mudas de espécies nativas às margens do córrego. Segundo o secretário municipal de Meio Ambiente (Semma), Helan Abreu Cardozo, o programa prevê ainda a distribuição de 100 conjuntos de filtros e fossas sépticas para os moradores do município.

Essa distribuição será feita às residências que fazem o lançamento indevido do esgoto nos valões. A equipe da Semma também já está fazendo o trabalho de conscientização desses moradores e alertando sobre as consequências do lançamento do esgoto nos rios”, relatou Helan.

Além do córrego que corta o bairro Romanópolis, o programa também será executado em outros riachos do município, como o rio Amazonas, na localidade de Fazenda Brasil.

Paralelamente a isso, estamos fazendo o monitoramento da qualidade da água, através de um laboratório especializado. Isso nos dá a possibilidade de acompanhar os resultados efetivos do programa”, finalizou o secretário municipal de Meio Ambiente.

 

(Foto: Divulgação / Semma; Reportagem: Lucas Madureira)

Leia mais:Ações para recuperação de rios estão sendo desenvolvidas pela secretaria de meio ambiente

 

Um curso promovido por engenheiros do Instituto Estadual do Ambiente (Inea) para agentes públicos de Silva Jardim, orientou como manusear o decibelímetro, aparelho utilizado para fazer medições sonoras. O grupo se reuniu no dia 13/4, na sede da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma).

O aparelho foi adquirido pela Semma, no início deste ano, e será utilizado em ações fiscalizadoras, no licenciamento ambiental, e para atender a denúncias de moradores. O curso teve início em fevereiro, e até o fim da capacitação, deverá haver outros dois encontros.

Um dos responsáveis por ministrar o curso, o engenheiro civil Fernando Facinn, disse que a capacitação é fundamental para que o operador saiba manusear o equipamento e tenha conhecimento do trabalho que está fazendo. “São muitas variáveis que devem ser levadas em consideração na hora de fazer uma medição, pra saber se o nível sonoro está sendo incômodo ou não”, pontuou Fernando.

O secretário da Semma, Helan Abreu Cardozo, disse que o decibelímetro terá múltiplas funcionalidades. “Esse é um aparelho que vai ser utilizado em ações fiscalizadoras e no licenciamento ambiental, além de atender a denúncias relacionadas a eventos musicais, religiosos, e fiscalizações programadas, de rotinas”, afirmou.

 

(Fotos: Diego Campos; Reportagem: Lucas Madureira)

Leia mais:Curso do Inea ensina como utilizar aparelho de medição sonora

 

Foi realizado na tarde do dia (29/4), às margens do Rio Capivari na propriedade de Sebastião Rogério, o plantio de mudas da mata atlântica do projeto do Consorcio Intermunicipal Lagos São João em parceria com a organização WWF e a Prefeitura de Silva Jardim. O projeto visa a recuperação das matas ciliares fortalecendo as encostas dos rios e fortalecimento da terra. Duas áreas do município estão sendo utilizadas para plantio de 54 mil mudas de diversas espécies da flora.

O projeto teve ainda durante todo o mês de abril palestras em várias escolas do município que foram ministradas pela gestora ambiental do Consorcio Lagos São João e WWF, Ana Maria Jardim, que explicou a importância da mata atlântica para a população fluminense. “A intenção deste projeto envolver os estudantes e fazer com que eles se sintam parte desse programa”, disse Jardim.

Participaram do plantio alunos do CEPM Profª Vera Lúcia Pereira Coelho, o Vice-Prefeito Tião Rocha e o Secretário Municipal de Meio Ambiente, Helan Abreu Cardozo.

 

(Fotos: Diego Campos)

 

Leia mais:Silva Jardim tem plantio de mudas às margens do Rio Capivari

Prefeitura Municipal de Silva Jardim - CNPJ: 28.741.098/0001-57 - Tels:(22) 2668-1125/2668-1430/2668-2000 - Rua Luiz Gomes, 46, Centro - Silva Jardim/RJ - CEP: 28820-000