^ Back to Top


Cerca de 30 usuários da Associação Pestalozzi participaram de um plantio de mudas de árvores, às margens do Rio Capivari, em Silva Jardim. Ao todo, cerca de 60 mudas de diferentes espécies nativas da mata atlântica, foram plantadas durante a Semana Mundial do Meio Ambiente. O objetivo é incentivar a conservação da natureza.

A ação faz parte de um projeto de reflorestamento da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma), desenvolvido pela concessionária Autopista Fluminense, por meio de um termo de compensação ambiental. O projeto prevê o plantio total de aproximadamente 800 mudas, às margens do rio que corta grande parte do município e deságua na Represa de Juturnaíba.

O secretário municipal da Semma, Helan Abreu Cardozo, afirmou que o reflorestamento da área ajuda a diminuir os impactos das chuvas de verão. “O reflorestamento desse trecho proporciona uma série de benefícios, entre eles, minimiza os impactos das cheias, permitindo melhor fluidez das águas pelas calhas do rio, sem contar que melhora a qualidade do solo”, disse.

 

Leia mais:Projeto de Reflorestamento promove Plantio às Margens do Rio Capivari


A Prefeitura de Silva Jardim, através da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma), está realizando um trabalho de limpeza do rio conhecido como Valão da Caixa. O objetivo é remover galhos, lixos e a vegetação aquática, para aumentar o escoamento da água e evitar possíveis transbordamentos durante o período de chuvas fortes.

O trabalho começou na última segunda-feira (21) e deve durar cerca de duas semanas. De acordo com a Semma, nos primeiros três dias de limpeza foram removidos mais de seis caminhões de lixo, sendo uma grande parte, garrafas pets. Uma pequena embarcação está sendo utilizada na limpeza, que será feita em toda a extensão do valão (cerca de dois quilômetros).

O secretário municipal de Semma, Helan Abreu Cardozo, disse que o Valão da Caixa é o mais importante afluente do Rio Capivari. Ele afirmou que a repartição pública avalia instalar no local uma estrutura flutuante, chamada de “Ecobarreira”, para impedir a passagem dos resíduos flutuantes.

“Entendemos que os recursos ambientais pertencem à coletividade e sua gestão deve também ocorrer de forma compartilhada! Nossa responsabilidade é compartilhada! Convocamos toda a população a promover uma boa gestão de seus resíduos, contando sempre com o apoio do poder público para evitarmos efeitos ambientais adversos", acrescentou Helan.

 

Leia mais:Prefeitura realiza Limpeza em Valão e retira grande quantidade de Lixo


Um mutirão formado por voluntários e representantes dos municípios de Silva Jardim e Araruama, realizou uma ação de limpeza nas margens da Lagoa de Juturnaíba, considerado um dos principais mananciais de água doce do estado do Rio de Janeiro. A iniciativa faz parte da 10ª edição do SOS Lagoa e retirou grande quantidade de lixo do meio ambiente.

Pelo menos 250 pessoas participaram da ação, realizada pelas concessionárias Prolagos e Águas de Juturnaíba, responsável pela operação da represa. Segundo a organização, cerca de 800 quilos de lixo foram recolhidos, na limpeza que aconteceu no último dia 24 de março.

Formada pelos rios São João, Capivari e Bacaxá, o manancial de Juturnaíba abastece oito cidades da região dos lagos e baixada litorânea do Rio, como: Silva Jardim, Araruama, Saquarema, Iguaba Grande, São Pedro da Aldeia, Cabo Frio, Arraial do Cabo, e Armação dos Búzios.

 

Leia mais:Mutirão retira grande quantidade de lixo da Lagoa de Juturnaíba


A cidade de Silva Jardim foi representada no 8º Fórum Mundial da Água realizado entre os dias 19 e 23 de março, em Brasília, no Distrito Federal. Com o tema “Compartilhando Água”, o evento reuniu mais de 97 mil pessoas do Brasil e do exterior. O objetivo, segundo a organização, é estabelecer compromissos políticos e incentivar o uso racional e a conservação da água.

O fórum teve ainda a participação de representantes de 175 países, entre cientistas, governantes, parlamentares, juízes, pesquisadores e demais cidadãos. O secretário municipal de Meio Ambiente (Semma) de Silva Jardim, Helan Abreu Cardozo, também marcou presença.

“O evento foi uma oportunidade riquíssima de aprendizado e troca de experiência com gestores de diferentes países sobre a governança da água e os objetivos de desenvolvimento sustentável da ONU [Organização das Nações Unidas] relacionados ao tema”, frisou o secretário da Semma.

O fórum ocorre a cada três anos e já passou por: Daegu, Coreia do Sul (2015); Marselha, França (2012); Istambul, Turquia (2009); Cidade do México, México (2006); Kyoto, Japão (2003); Haia, Holanda (2000); e Marrakesh, no Marrocos (1997).

 

Leia mais:Silva Jardim participa do 8º Fórum Mundial da Água, em Brasília


A Prefeitura de Silva Jardim, através da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma), deu início na terça-feira (13) ao trabalho de limpeza do Valão da Caixa, no bairro Biquinha. A medida tem o objetivo de reduzir os impactos das fortes chuvas, que, segundo os moradores, provocam o transbordamento do valão.

De acordo com a repartição pública, o mesmo trabalho também será feito nos bairros Caju e Fazenda Brasil, com a limpeza do Rio Amazonas. Uma retroescavadeira está sendo usada para o trabalho de limpeza. A Semma informou que parte do material está sendo removido para o viveiro municipal, onde será revertido em matéria orgânica.

 

Leia mais:Prefeitura realiza Limpeza de Valão para Reduzir Impactos das Chuvas

Prefeitura Municipal de Silva Jardim - CNPJ: 28.741.098/0001-57 - Tels:(22) 2668-1125/2668-1430/2668-2000 - Rua Luiz Gomes, 46, Centro - Silva Jardim/RJ - CEP: 28820-000