^ Back to Top

 

O município de Silva Jardim recebeu entre os dias 18 a 22/4, o ônibus-biblioteca do projeto “Livros nas Praças”, com o objetivo de levar literatura e conhecimento para a população. A estrutura foi montada na Praça Amaral Peixoto, no Centro da cidade.

De acordo com a coordenação do projeto, o ônibus-biblioteca conta com um acervo de 2.000 livros, disponíveis para empréstimo. A estrutura, climatizada e adaptada, possui títulos em braile, tapetes lúdicos e materiais para apresentações de teatro, na parte externa.

A secretária municipal de Educação, Cultura, Ciência e Tecnologia (Semec - CT), Cláudia Suely Pinheiro Cler Nunes, acredita que a iniciativa pode despertar o hábito da leitura nos estudantes. “Esse projeto fortalece a cultura literária e dá oportunidade para que os moradores e alunos aprendam mais com novas literaturas, além disso, amplia seus conhecimentos sobre o mundo”, pontuou.

 

(Fotos: Diego Campos)

 

Leia mais:Ônibus-biblioteca incentiva literatura em Silva Jardim

 

O Teatro Zezé Macedo, no Centro de Silva Jardim, recebeu na manhã da última sexta-feira (19/02), um evento de lançamento do programa para a elaboração do Plano Municipal de Cultura (PMC), que reuniu dezenas de pessoas, entre estudantes, moradores, e representantes culturais da cidade.

O encontrou foi intermediado pelo produtor cultural Flavio Aniceto, que fez a apresentação do plano para o público presente e abriu espaço para que as pessoas pudessem tirar dúvidas e fazer sugestões.

De acordo com Flavio, a elaboração do PMC deve levar em torno de dois meses, e durante esse período, serão feitos encontros periódicos. “Todo esse planejamento terá metas e objetivos para os próximos 10 anos”, afirmou o produtor cultural.

A iniciativa está sendo desenvolvida pala Secretaria Estadual de Cultura em parceria com a prefeitura, através da Secretaria Municipal de Educação, Cultura, Ciência e Tecnologia (Semec - CT).

Segundo a Secretaria Estadual de Cultura, além de Silva Jardim, outros 33 municípios do Rio também estão em processo de elaboração do PMC, que possibilita inúmeros benefícios, dentre eles, a captação de recursos para fins culturais.

A secretária da Semec – CT, Kátia Passos, registrou presença no evento e disse que o PMC é fundamental para organizar as políticas públicas culturais. “Durante os encontros, será formada uma comissão, que vai identificar os principais anseios da comunidade para procurar atendê-los”, finalizou.

 

(Fotos e reportagem: Lucas Madureira)

 

Leia mais:Teatro Zezé Macedo recebe evento para elaboração de plano de cultura

 

O prefeito de Silva Jardim, Anderson Alexandre, se reuniu na tarde do dia (15/02) com dezenas de universitários do município para discutir as medidas que serão tomadas para resolver o impasse do transporte universitário.

Durante o seu discurso, Anderson afirmou que a prefeitura já está providenciando uma contratação emergencial, e um processo licitatório que vai permitir a prestação do serviço por outra empresa.

Segundo o chefe do poder executivo, o processo para uma contratação emergencial pode levar cerca de 10 dias úteis, e o processo licitatório, para a contratação de uma empresa definitiva, pode levar até seis meses.

De qualquer forma, para resolver esse impasse, de forma imediata, nós vamos disponibilizar um ônibus urbano de uma das linhas do município e dois ônibus escolares. Os ‘amarelinhos’ podem fazer o transporte universitário, desde que não prejudiquem o transporte escolar”, garantiu o prefeito.

A secretária municipal de Educação, Cultura, Ciência e Tecnologia (Semec - CT), Kátia Passos, também participou da reunião, que teve duração de cerca de sessenta minutos. Em sua fala, ela pediu para que os alunos sejam compreensivos.

Nós não estamos medindo esforços para resolver essa situação. Então, pedimos, que os alunos colaborem também. A qualidade do transporte pode não ser a mesma, mas o importante é que, apesar disso, ninguém vai precisar trancar a faculdade”, disse Kátia Passos, que também esclareceu dúvidas durante a reunião.

De acordo com a Semec – CT, os estudantes que ingressariam na universidade a partir deste ano, terão que aguardar por mais alguns dias, até conseguirem a autorização para o uso do transporte.

As renovações das carteirinhas dos alunos que já utilizavam o transporte serão feitas durante esta semana e na semana que vem, conforme a Semec – CT. Maiores informações podem ser obtidas através dos telefones: (22) 2668-1138 ou (22) 2668-1713.

ENTENDA O CASO

No início deste mês, a prefeitura de Silva Jardim recebeu um ofício da Auto Viação Esperança, até então responsável pelo transporte universitário, informando que o serviço prestado pela empresa seria paralisado, imediatamente, após uma determinação da justiça.

 

A decisão foi tomada, conforme a Esperança, mediante um pedido do Ministério Público, que investigava a contratação e a prestação de serviços para o município entre os anos 2009 e 2012.

Leia mais:Prefeitura garante que vai resolver impasse do transporte universitário

 

De acordo com a Secretária de Educação Kátia Passos, a empresa Auto Viação Esperança entregou no dia 02 de fevereiro um ofício à prefeitura com a informação de que os serviços seriam paralisados imediatamente por decisão judicial. A referida decisão remonta a pedido do Ministério Público que investigava a contratação e a prestação de serviços entre os anos 2009 e 2012.

No referido processo foi determinada a interrupção do serviço e, por esse motivo, a empresa comunicou a prefeitura. Tal fato, não permitiu prazo para a secretaria se planejar de forma que não prejudicasse os alunos em suas idas e vindas à faculdade. “A secretaria de educação já se reuniu com os representantes dos alunos universitários para passar para eles a situação, pois nós também fomos pegos de surpresa com isso”, disse a secretária.

PREFEITURA MONTA FORÇA TAREFA PARA RESOLVER A QUESTÃO

Diante da interrupção, o prefeito Anderson Alexandre se reuniu na manhã de ontem (11/02) com a Secretária de Educação Kátia Passos e o Procurador Geral Cezar de Almeida, a fim de estudar formas para solucionar a questão referente à paralisação do transporte universitário no município.

O prefeito Anderson Alexandre frisou que a paralisação é decorrente de uma decisão da justiça referente a serviços prestados pela empresa no período de 2009 a 2012, mas que não abre mão de garantir aos alunos o transporte universitário gratuito. “É importante frisar que esta paralisação não tem nada a ver com o governo atual, a prefeitura esta em dia com a empresa, o que aconteceu é que uma medida judicial mandou a empresa paralisar os serviços devido a investigações por serviços prestados entre 2009 a 2012. Já me reuni com os quadros técnicos da prefeitura para resolver a questão, pois os universitários não podem ser prejudicados por isso. Estamos trabalhando para resolver esta questão o mais rápido possível, peço a compreensão de todos os universitários, pois esta paralisação não é decorrente da Prefeitura e sim por problemas judiciais da empresa, mandei também apurar a responsabilidade da empresa diante desse fato”, disse o prefeito.

 

O Procurador Geral do Município orientou a Secretária de Educação a abrir, de imediato, processo de nova licitação e processo de contratação emergencial para que o período de interrupção do serviço essencial seja o menor possível.

Leia mais:Transporte universitário pára após decisão judicial contra a empresa por fatos ocorridos entre...

 

A prefeitura entregou no último dia 19/01, uma obra de reforma e ampliação da Escola Estadual Municipalizada Vargem Grande, localizada no interior de Silva Jardim. A escola contava com três salas de aulas, mas depois da reforma, ganhou mais uma, que vai atender a alunos com necessidades especiais.

De acordo com a direção da unidade, dos cerca de 20 estudantes que estão matriculados na escola, quatro possuem necessidades especiais. Além das quatro salas, a escola também conta com um laboratório de informática e um banheiro adaptado.

A cerimônia de entrega da obra contou com a presença de dezenas de pessoas, dentre elas, o prefeito da cidade, Anderson Alexandre, vereadores, secretários municipais, moradores e ex-alunos. Luizmar, por exemplo, é um deles. O administrador de empresas afirma que a escola foi inaugurada na década de 1960, e que ele teria feito parte de uma das primeiras turmas. 
“Graças a essa escolinha que, na época, tinha só uma professora para quatro turmas, nós conseguimos aprender muito. Aqui foi a base de tudo para que nós pudéssemos crescer”, disse o administrador de empresas, Luizmar, de 60 anos.

A irmã dele, Lídia, de 63 anos, descreveu como a escola funcionava há mais de cinco décadas. “Naquela época, era só uma sala com um único professor que dava aula para quatro turmas de séries diferentes. Os alunos sentavam em duplas em uma cadeira de madeira... Sinto saudades desse tempo”, relembra a ex-aluna.

O diretor da escola, Levi Tinoco Leite, disse que as obras tiveram duração de cerca de cinco meses. Ele complementou ainda dizendo que, esta é a primeira reforma na unidade nos últimos 15 anos. “Investimentos como esses, motivam não só a equipe da escola, mas também os alunos e seus pais”, pontuou o educador.

A estudante Camila Maria Melo Schoror, de 10 anos, revelou que está ansiosa pelo retorno das aulas. A aluna do 5º ano também disse que percebeu algumas mudanças depois da reforma e ampliação. “Não tinha muro, o piso era diferente, assim como o banheiro também. A escola está muito bonita e eu não vejo a hora de começar a estudar logo”, comentou Camila.

 

O prefeito da cidade, Anderson Alexandre, falou que, anteriormente, a escola não possuía sistema de esgoto. “Nós pegamos essa escola abandonada: não tinha sistema de esgoto, não tinha fossa, sumidouro, não tinha nada. Então nós preparamos todas as salas, toda a acessibilidade para os alunos com necessidades especiais, e estamos entregando um colégio novo, reafirmando o nosso compromisso com a população”, concluiu o chefe do poder executivo.

 

Leia mais:Alunos e ex-alunos celebram nova escola em Vargem Grande em Silva Jardim

Prefeitura Municipal de Silva Jardim - CNPJ: 28.741.098/0001-57 - Tels:(22) 2668-1125/2668-1430/2668-2000 - Rua Luiz Gomes, 46, Centro - Silva Jardim/RJ - CEP: 28820-000