^ Back to Top

Cerca de 200 alunos se formaram no Programa Educacional de Resistência às Drogas (Proerd), nessa quinta-feira (6), em Silva Jardim. A cerimônia foi realizada na quadra de esportes do CEPM Professora Vera Lúcia Pereira Coelho, com entrega de certificados de conclusão aos estudantes do 5° ano do ensino fundamental. O programa é desenvolvido pela Polícia Militar, em parceria com escolas públicas e particulares.

O Proerd atua na prevenção às drogas e é pedagogicamente estruturadoem lições ministradas por PMs. O programa tem a finalidade de transmitir aos estudantes, a importância da valorização a vida e de se manter longe das drogas.

Junto com o certificado de conclusão de curso, a estudante Maria Eduarda Alves da Silva, de 11 anos, recebeu também uma bicicleta, como prêmio de melhor redação. “Durante o curso, aprendi muitas coisas, entre elas, que não devemos nos envolver com as drogas. Além disso, hoje sei da responsabilidade que tenho de ser uma multiplicadora das informações que aprendi nas aulas”, conta.

Em seu discurso, a secretária municipal de Educação, Cultura, Ciências e Tecnologia (Semec-CT), Kátia Passos, frisou a importância da participação dos pais no processo de educação. “Não adianta colocar a criança na escola, e deixar que a escola assuma todo o papel. A importância da família é primordial para o avanço educacional e construção da cidadania de uma criança”, disse a secretária, parabenizando a presença expressiva dos pais no evento.

A formatura teve ainda a presença do secretário municipal de Segurança Pública, Dênis Pessanha, e do secretário municipal de Trabalho, Habitação, e Promoção Social (SMTHPS), Sebastião Rocha. O coordenador de área do Proerd, subtenente Cabral, e a instrutora responsável por ministrar o curso, a subtenente Alciléa, também participaram do evento, além de diretores e professores.

Leia mais:Alunos Recebem Certificado de Conclusão do Proerd em Silva Jardim


Duas alunas de Silva Jardim participaram do II Fórum da Juventude Arteris sobre Educação no Trânsito, que aconteceu entre os dias 11 e 14 de junho, na cidade de Leme, em São Paulo. As estudantes Karla Ionara Vieira da Silva, do Centro Integrado Adail Maria Tinoco, e Lara da Conceição Esmerio, do Colégio Estadual São Sebastião, foram selecionados por seus colegas, entre aqueles que apresentaram os melhores trabalhos sobre como diminuir a vulnerabilidade da juventude no trânsito de seus municípios.

Nos dois primeiros dias do fórum, os jovens passaram por atividades e jogos lúdicos sobre um trânsito seguro, trocas de experiências e momentos formativos. Uma dinâmica com influenciadores, ao qual contou com a participação do jornalista e apresentador Serginho Groisman, marcou a tarde de segunda-feira (12) com os estudantes.

“Foi o máximo! Aprendemos muitas coisas legais, e de maneira muito divertida”, disse Karla Ionara, de 15 anos, que mora no bairro Boqueirão. “O evento foi ainda melhor do que eu imaginava. Foi ótimo”, complementou a estudante Lara Esmerio, de 16 anos, moradora do bairro Cidade Nova.

 

Segundo a Autopista Fluminense, concessionária que administra a BR-101, ao todo, cerca de 90 estudantes da rede pública de ensino dos estados do Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais, Paraná e Santa Catarina, com idade entre 12 e 17 anos, participam do fórum.

Leia mais:Alunas de Silva Jardim vão a Fórum sobre Segurança no Trânsito em SP


Professores do segundo segmento do ensino fundamental da rede pública municipal de Silva Jardim, coordenadores e orientadores pedagógicos da Secretaria Municipal de Educação, Cultura, Ciências e Tecnologias (Semec - CT), se reuniram no último sábado (10), para revisarem e adequarem a proposta curricular, conforme a Base Nacional Comum Curricular (BNCC).

A reunião aconteceu no CEPM Professora Vera Lúcia Pereira Coelho, e contou com a participação efetiva dos educadores do segundo segmento do ensino fundamental. A secretária da Semec-CT, Kátia Passos, citou que foi feita uma análise prévia do documento base, nas escolas públicas municipais que atendem ao ensino fundamental II, que corresponde do 6º ao 9º ano.

A coordenação de ensino considera as adequações um marco político educacional na história da educação do município. Kátia disse ainda que a revisão se trata de um processo de elaboração de políticas públicas educacionais que se aproximem à realidade da comunidade cuja escola está inserida.

 

“O professor é o autor do processo ensino/aprendizagem na ação que realiza no chão da escola. Adaptando o currículo à realidade da comunidade escolar, é possível produzir saberem para além dos muros da escola”, pontua a secretária.

Leia mais:Educação discute Base Nacional Comum Curricular em Silva Jardim


Alunos do ensino médio e diretores de escolas de Silva Jardim deram início nesta segunda-feira (27), a um curso de capacitação de agentes de educação ambiental, no CEPM Professora Vera Lúcia Pereira Coelho. A capacitação será feita em quatro dias, e tem como objetivo gerar multiplicadores ambientais.

Por determinação do IBAMA, a Autopista Fluminense, que é a empresa responsável pelas obras de duplicação da BR-101, é obrigada a oferecer um curso de educação ambiental nas cidades que são cortadas pela rodovia.

“Nesse curso, apresentaremos conceitos gerais sobre educação ambiental e meio ambiente, falaremos sobre a legislação ambiental e objetivos de desenvolvimento sustentável da ONU”, explicou a bióloga da JGP Consultoria Ambiental, Priscilla Leonis, responsável por ministrar o curso.

A secretária municipal de Educação, Cultura, Ciências e Tecnologia, Kátia Passos, participou da aula inaugural e disse que o curso chegou em um momento oportuno. “Silva Jardim está voltado para políticas ambientais, e nada mais do que partir da educação, que é onde a gente forma pensadores, formamos cidadãos”, discursou.

 

Os estudantes receberam material para estudo e realizaram dinâmicas de grupo no primeiro dia de aula. Segundo a JGP, cerca de 50 alunos participam da capacitação.

Leia mais:Silva Jardim dá Início a Capacitação de Agentes de Educação Ambiental


O anexo da Creche Municipal Emanuel começa a funcionar a partir desta segunda-feira (13), na Rua Sansão Pedro David, no Centro de Silva Jardim. O espaço vai atender a cerca de 50 crianças, com faixa etária entre um ano e 2 anos e seis meses, em horário integral, das 8h às 17h.

Segundo a coordenação, a procura por atendimento na creche municipal aumentou e o espaço não estava mais suportando todas as 168 crianças. “A demanda aumentou e o espaço não tinha mais salas suficientes para comportar todas as crianças matriculadas, então percebemos a necessidade de criar esse anexo”, explicou a coordenadora, Valnildis Heringer.

De acordo com Vanildis, os pais que tenham interesse em matricular seus filhos na Creche Municipal Emanuel, devem procurar a unidade principal, localizada na Avenida Oito de Maio, no Centro do município.

 

Na última sexta-feira (10), uma equipe passou todo o dia trabalhando para acertar os últimos detalhes, antes de receber as crianças. O grupo produziu a caracterização das salas com figuras educativas e imagens lúdicas, com a finalidade de chamar a atenção das crianças e tornar o ambiente mais leve.

Leia mais:Anexo da Creche Emanuel começa a Funcionar a partir desta Segunda-Feira (13)

Prefeitura Municipal de Silva Jardim - CNPJ: 28.741.098/0001-57 - Tels:(22) 2668-1125/2668-1430/2668-2000 - Rua Luiz Gomes, 46, Centro - Silva Jardim/RJ - CEP: 28820-000