^ Back to Top

            Ainda em homenagem ao “Dia” e mês das mulheres em Silva Jardim, o Centro Cultural Capivari (CCC) está apresentando a exposição “Mulheres da Nossa Terra II” com obras de várias cidadãs do Município, a qual vai até o próximo dia 25 de abril. A mostra reúne trabalhos de artesanato, decoração em garrafas, pinturas, roupas de bebê, pet work, plantas tropicais, tapetes de crochê, jogos de banheiros e customização e corte e costura, entre outros.

            Segundo a diretora do CCC, Roseli Campos, a exposição tem por objetivo prestigiar a produção das mulheres, divulgar o artesanato local e proporcionar alguma renda à elas, cujos valores arrecadados são totalmente destinados às participantes. O evento foi aberto no último sábado (08/03) juntamente com as comemorações do “Dia Internacional das Mulheres”.

            Entre os trabalhos há quadros da artista plástica Eliane Cunha, assim como peças de customização e costura do Centro de Vocação Tecnológica (CVT) da Faetec no Município. Os trabalhos são das seguintes expositoras: Dirley David, Maria Onorato, Cláudia Helena,  Marilda, Liliane Moreira, Rosely Campos (Rosita Artes), Agnes Gomes, Edilma (Bonita Arteira), Amélia Braga, Eloísa Jardim, Cecília Rodrigues, Rivas Gomes, Renilda, Celca Elisa, Tereza Cristina, Dilma, Sílvia Michele, Eunice Lacerda, Lindiomar, Maria Helena e Norma Araújo.

            As peças estão à venda no CCC, que fica na esquina entre as ruas Luiz Gomes e Raul Macedo, no Centro da cidade. A primeira exposição do gênero foi em agosto do ano passado.  

O músico Leandro Moraes Amorim representará o Município de Silva Jardim na Conferência Nacional de Cultura, em Brasília, no mês de novembro próximo. Ele foi escolhido como um dos delegados do Estado do Rio de Janeiro na Conferência Estadual, ocorrida nos últimos dias 27 e 28/09, na Fundição Progresso, na Lapa, no Rio de Janeiro. Silva Jardim participou do evento levando os delegados municipais Roseli da Silva Campos (diretora do Centro Cultural Capivari - CCC), Naide Pereira dos Santos e Agnes Gomes, além do próprio Leandro (1º à direita na foto).

            Leandro faz parte da banda da Associação Musical e Dramática Honório Coelho (AMDHC) e a sua ida à Brasília contará com o apoio da secretaria municipal de Educação e Cultura (Semec), na pessoa da secretária Kátia Passos.

Com o objetivo de resgatar a memória e a identidade da cidade de Silva Jardim, a secretaria municipal de Educação, Cultura, Ciência e Tecnologia inaugurou no dia 12 de agosto no Centro Cultural Capivari, a exposição Tributo a um Republicano: Silva Jardim Talento da Nossa Terra.

A abertura da exposição contou com a presença de diversas autoridades municipais e do prefeito Anderson Alexandre e foi aberta com a Apresentação da Orquestra da Igreja da Assembleia de Deus, seguido de uma apresentação teatral e da entrega de medalhas aos homenageados da noite.

A exposição conta com diversos objetos que fazem alusão a história de Silva Jardim com  imagens marcantes da vida do republicano que relatam sua vida familiar,  acadêmica, obras literárias, casamento, morte, seus discursos políticos na sala de conferência, réplicas do vulcão Vesúvio , do trem da Leopoldina e da bicicleta usada para fazer propaganda política, construídas pelo grande artista e sub secretário de turismo Dorgival Palmeiras.

A mostra segue nesta quinta-feira, dia 15 de agosto, a partir das 19h, com apresentação de escritores do município, sendo uma forma de incentivar a cultura local, como deseja o prefeito Anderson Alexandre, seguido de entrega de medalhas. Na sexta-feira, dia 16 de agosto a partir das 19h haverá palestra com a historiadora Mary Ferreira Lopes de Simone e participação da neta do adovogado que dá nome ao município de Silva Jardim. No sábado, dia 17 haverá apresentação da Loja Maçônica e do Mineiro Pau a partir das 19h.

 O último dia da exposição será no dia 18 de agosto, domingo, com hasteamento a Antônio Silva Jardim e apresentação da corporação musical Vera Coelho e Pelotão da Bandeira Sérvulo Mello, sendo encerrada com a entrega de medalhas e ensejo de que a população de Silva Jardim passe a conhecer ainda mais a história de sua cidade.

Os agraciados com as medalhas representando  vários momentos da vida de Silva jardim foram:

 Sra. Sara Palmeira, Neucílio Mello, Edson – mais conhecido como Bablau,Amaro Viana, Maria Célia David, secretária de Educação, Cultura e Ciência e Tecnologia, a sub-secretária de Educação e Cultura   Kátia Peixoto, o secretário de Agricultura, Fábio Sardemberg, o secretário de Meio Ambiente, Paulo Espíndola, o sub-secretário de Turismo, Dorgival Palmeira  e o prefeito Anderson Alexandre e da primeira dama Viviane Alexandre, que representaram Silva Jardim como político.

 

 

 

 

 

 

      Trinta e sete obras, entre “aquarelas” e “natureza morta”, compõem a exposição da pintora Leonair, aberta hoje (20/09), no Centro Cultural Capivari (CCC), em Silva Jardim. São telas que retratam inclusive pontos do Município, como uma ponte sobre o rio Bananeiras, uma estrada na localidade de Imbaú e a entrada do sítio onde reside a mãe da artista, no mesmo bairro. Pintando há 35 anos, a artista, nascida na Bahia e que atualmente reside em Paty do Alferes, diz que se inspira em praticamente tudo para compor as suas telas. Mais de 100 pessoas passaram pelo CCC nesse primeiro dia para verem as obras dela, que estarão no espaço até o final de outubro. A mostra foi aberta pela subsecretária municipal de Educação e Cultura, Regina da Conceição, que agradeceu a presença de todos, parabenizou e enalteceu o trabalho da autora.

            -- Busco inspiração em tudo, até mesmo no Discovery (canal de TV) com suas paisagens, assim como em rios, mares e caminhadas que faço pela cidade. Como tenho uma dificuldade de locomoção, tiro fotos das paisagens e trabalho na pintura em casa – explica a artista, lembrando que a ponte de Bananeiras, por sinal, foi pintada também a partir de uma foto que viu da mesma num jornal local. Alguns dos quadros estão à venda (preços variando entre R$ 350,00 e R$ 750,00), bem como algumas das aquarelas. Outras fazem parte do acervo da família e não serão comercializadas. A maioria das peças é no tamanho 60x50.

            As obras retratam, ainda, casarios antigos, embarcações, pessoas, utensílios, frutas e jóias, além de paisagens da natureza. “O quadro da entrada do sítio eu pintei para a minha mãe, que reside no local há 20 anos”, explicou Leonair. Embora afirme gostar de todas as obras que já compôs, ela admite apreciar bastante as “figurativas”, que expressam pessoas, como a de uma mulher desnuda da cintura para cima. Entre os presentes, ainda, os secretários Paulo Espíndola (Meio Ambiente) e Kátia Peixoto (Educação e Cultura), e o vereador Vivaldo Magalhães de Oliveira.

            A pintora Leonair radicou-se no Rio de Janeiro em 1975. Nesse mesmo ano iniciou seus estudos de desenho e aquarela na Sociedade Brasileira de Belas Artes. Participou de diversas exposições no Estado e seu trabalho faz parte do acervo de colecionadores em diversos países. Atualmente a artista vive em Paty do Alferes.

 Exposições e prêmios

            Medalha de Ouro com a obra “Cabeça de Cristo” pela Prefeitura Municipal de Duque de Caxias (1979); Medalha de Prata no 1° Salão de Artes Plásticas da Casa do Minho, com o trabalho “Mosteiro da Batalha” (Abril/1981); Medalha de Prata em Desenho, na 1ª Gincana de Pintura da Ilha do Governador (Jul/1979); segundo Lugar no Encontro de Pintura “Djanira” da Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos do Rio de Janeiro (Jul/1979); Medalha de Bronze em desenho, no XVII Salão de Maio da Sociedade Brasileira de Belas Artes (Maio/1982).

            E mais: Medalha de Bronze no Salão Regional de Artes Plásticas da Aeronáutica, em outubro de 1982. A obra foi adquirida para o acervo do Navio Custódio de Melo; Honra ao Mérito pela Sociedade Cultural e Artística Brasileira na exposição coletiva realizada no Hotel Luxor Copacabana (Jun/1981); Menção Honrosa na Mostra de Arte da Inspetoria da Receita Federal no Porto do Rio de Janeiro (Dez/1978); Menção Honrosa em desenho, no 1° Salão Nacional de Artes Plásticas da Associação Brasileira de Desenho e Associação Brasileira de Imprensa (Ago/1977); e Menção Honrosa em pintura, no XXII Salão Valenciano de Artes Plásticas (Nov/1977).

 

Prefeitura Municipal de Silva Jardim - CNPJ: 28.741.098/0001-57 - Tels:(22) 2668-1125/2668-1430/2668-2000 - Rua Luiz Gomes, 46, Centro - Silva Jardim/RJ - CEP: 28820-000